Foto: Prefeitura Municipal de Canoas
Foto: Prefeitura Municipal de Canoas

MDR inaugura obra de canalização da Vala da Curitiba, em Canoas (RS)

Cerca de 28 mil famílias vão ter melhores condições de moradia


Cerca de 28 mil famílias que vivem na região conhecida como Vala da Curitiba, na cidade de Canoas, no Rio Grande do Sul, vão ter melhores condições de moradia. Isso será possível com a entrega das obras de canalização de um córrego e de uma estação de bombeamento para escoar as águas das chuvas, impedindo enchentes e inundações.

Moradora da região há mais de 40 anos, a dona de casa Elisa Fabiane Wengrat relatou as dificuldades enfrentadas por quem vive no local.

"Antes alagava tudo, embora as pessoas achem que aqui para baixo alagava mais. Mas, ao contrário, lá para cima alagava tudo. Lá para a entrada da Matias não tinha como passar. Era água e as casas perdiam tudo o que tinha dentro de casa. Tudo alagado. E não foi nem uma, nem duas vezes que aconteceu. Foram várias vezes que aconteceu isso aí. Depois que fizeram a casa de bombas, não alagou mais."

O Ministério do Desenvolvimento Regional investiu quase 70 milhões de reais no empreendimento. Fernando Diniz, chefe de Gabinete do ministro Rogério Marinho, esteve presente à inauguração e reforçou o compromisso do Governo Federal em não deixar obras paralisadas.

"O presidente Bolsonaro e o ministro Rogério Marinho têm nos orientado diariamente a garantir recursos para que obras não fiquem paralisadas e para concluir aquelas obras que foram iniciadas em anos anteriores. E foi isso o que a gente fez."

Para saber mais sobre as ações do Ministério do Desenvolvimento Regional em saneamento básico, acesso mdr.gov.br.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC: Cerca de 28 mil famílias que vivem na região conhecida como Vala da Curitiba, na cidade de Canoas, no Rio Grande do Sul, vão ter melhores condições de moradia. Isso será possível com a entrega das obras de canalização de um córrego e de uma estação de bombeamento para escoar as águas das chuvas, impedindo enchentes e inundações.

Moradora da região há mais de 40 anos, a dona de casa Elisa Fabiane Wengrat relatou as dificuldades enfrentadas por quem vive no local.

TEC/SONORA: Elisa Fabiane Wengrat

"Antes alagava tudo, embora as pessoas achem que aqui para baixo alagava mais. Mas, ao contrário, lá para cima alagava tudo. Lá para a entrada da Matias não tinha como passar. Era água e as casas perdiam tudo o que tinha dentro de casa. Tudo alagado. E não foi nem uma, nem duas vezes que aconteceu. Foram várias vezes que aconteceu isso aí. Depois que fizeram a casa de bombas, não alagou mais."

LOC: O Ministério do Desenvolvimento Regional investiu quase 70 milhões de reais no empreendimento. Fernando Diniz, chefe de Gabinete do ministro Rogério Marinho, esteve presente à inauguração e reforçou o compromisso do Governo Federal em não deixar obras paralisadas.

TEC/SONORA: Fernando Diniz, chefe de Gabinete

"O presidente Bolsonaro e o ministro Rogério Marinho têm nos orientado diariamente a garantir recursos para que obras não fiquem paralisadas e para concluir aquelas obras que foram iniciadas em anos anteriores. E foi isso o que a gente fez."

LOC: Para saber mais sobre as ações do Ministério do Desenvolvimento Regional em saneamento básico, acesso mdr.gov.br.