Foto: Divulgação/MIDR
Foto: Divulgação/MIDR

Governo Federal seleciona 27 cases de boas práticas em proteção e defesa civil

Iniciativas foram selecionadas por meio de edital e se destacam por serem de baixo custo, facilmente replicáveis e demonstrarem resultados consistentes e inovadores


Em celebração à Semana Nacional de Proteção e Defesa Civil, que ocorre anualmente na segunda semana de outubro, o Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR) divulgou, nesta quarta-feira, 27 cases de boas práticas em defesa civil. Selecionadas por meio de edital, as iniciativas se destacam por serem de baixo custo, facilmente replicáveis e demonstrarem resultados consistentes e inovadores. Confira a lista completa neste link.

As ações selecionadas vão integrar o Banco de Boas Práticas em Proteção e Defesa Civil. As iniciativas estão divididas nos seguintes eixos: Ações de Enfrentamento à Seca e à Estiagem; Iniciativas para as Comunidades; Estruturação de Órgãos de Proteção e Defesa Civil; e Núcleos Comunitários de Proteção e Defesa Civil.

Esta é a segunda vez que o MIDR seleciona cases de boas práticas em defesa civil por meio de seleção pública. O primeiro edital foi lançado em 2022 e selecionou 84 iniciativas. Com os novos acréscimos, o banco conta, agora, com 111 exemplos de boas práticas.

“A ideia por trás dessa ação é proporcionar um espaço para o compartilhamento e reconhecimento das iniciativas promovidas pelas defesas civis estaduais e municipais. As boas práticas são reconhecidas por sua criatividade, custo acessível, eficácia e potencial de replicação, representando um avanço significativo na construção de um Brasil mais seguro e resiliente diante de potenciais situações de emergência", destaca a diretora de Articulação e Gestão da Defesa Civil Nacional, Karine Lopes.

Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC: O Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional, o MIDR, divulgou 27 cases de boas práticas em defesa civil.

Selecionadas por meio de edital, as iniciativas se destacam por serem de baixo custo, facilmente replicáveis e demonstrarem resultados consistentes e inovadores.

As ações selecionadas vão integrar o Banco de Boas Práticas em Proteção e Defesa Civil e estão divididas nos seguintes eixos: Ações de Enfrentamento à Seca e à Estiagem; Iniciativas para as Comunidades; Estruturação de Órgãos de Proteção e Defesa Civil; e Núcleos Comunitários de Proteção e Defesa Civil.

Para conferir a lista completa das iniciativas, acesse http://mdr.gov.br .

Karine Lopes, diretora de articulação e gestão da Defesa Civil Nacional explica a importância do edital.

TEC/SONORA: Karine Lopes

“Esse edital não foi um concurso ou uma competição, mas sim um exercício de reconhecimento e compartilhamento de experiências exitosas. Todas são iniciativas de estados e municípios que, a partir de problemas locais, desenvolveram soluções inovadoras”

LOC: É a segunda vez que o MIDR seleciona cases de boas práticas em defesa civil por meio de seleção pública. O primeiro edital foi lançado em 2022 e escolheu 84 iniciativas. Com os novos acréscimos, o banco conta, agora, com 111 exemplos de boas práticas.

Para saber mais sobre as ações do Governo Federal em proteção e defesa civil, acesse mdr.gov.br.

Reportagem, Gabriel Navajas