Foto: Arquivo/Agência Brasil
Foto: Arquivo/Agência Brasil

Governo Federal se reúne com entidades do setor de agricultura e irrigação para discutir Plano Nacional de Recursos Hídricos

Esta é a terceira oficina setorial realizada para estabelecer diretrizes, programas e metas para o Plano Nacional de Recursos Hídrico


Elaborar o Plano Nacional de Recursos Hídricos para o período de 2022 a 2040 de forma ampla e colaborativa. Esse é o objetivo do Governo Federal ao se reunir com entidades de setores diversos, como ocorreu nesta terça-feira, primeiro de junho, com representantes da agricultura e irrigação. O evento on-line foi promovido pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, o MDR, e a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico, a ANA.

Wilson Melo, diretor de Recursos Hídricos e de Revitalização de Bacias Hidrográficas do MDR, destaca que as áreas de agricultura e irrigação são fundamentais no processo de desenvolvimento nacional. 

"Esse é um dos principais setores e vetores de desenvolvimento no Brasil, responsável por boa parte da matriz de exportação de produtos brasileiros. E confere, então, emprego e renda para a população". 

Adriana Lustosa, coordenadora geral de Planejamento e Políticas de Recursos Hídricos do MDR, acredita que a articulação com os diversos envolvidos é o caminho para que a política nacional seja mais efetiva.

"A gente espera que esse novo plano nacional realmente venha refletir os anseios dos setores e da sociedade em relação à melhor gestão das águas. A gente enfrentou e enfrenta crises hídricas e o plano de recursos hídricos é um instrumento estratégico para que a gente tenha mais coordenação das políticas e das ações nessas situações de crises". 

Esta é a terceira oficina setorial realizada para estabelecer diretrizes, programas e metas para o Plano Nacional de Recursos Hídricos. O próximo encontro é com o setor de indústria e mineração e está agendado para terça-feira da próxima semana. 

Para saber mais, acesse mdr.gov.br.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC: Elaborar o Plano Nacional de Recursos Hídricos para o período de 2022 a 2040 de forma ampla e colaborativa. Esse é o objetivo do Governo Federal ao se reunir com entidades de setores diversos, como ocorreu nesta terça-feira, primeiro de junho, com representantes da agricultura e irrigação. O evento on-line foi promovido pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, o MDR, e a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico, a ANA.

Wilson Melo, diretor de Recursos Hídricos e de Revitalização de Bacias Hidrográficas do MDR, destaca que as áreas de agricultura e irrigação são fundamentais no processo de desenvolvimento nacional. 

TEC/SONORA: diretor, Wilson Melo

"Esse é um dos principais setores e vetores de desenvolvimento no Brasil, responsável por boa parte da matriz de exportação de produtos brasileiros. E confere, então, emprego e renda para a população". 

LOC: Adriana Lustosa, coordenadora geral de Planejamento e Políticas de Recursos Hídricos do MDR, acredita que a articulação com os diversos envolvidos é o caminho para que a política nacional seja mais efetiva.

TEC/SONORA: coordenadora, Adriana Lustosa 

"A gente espera que esse novo plano nacional realmente venha refletir os anseios dos setores e da sociedade em relação à melhor gestão das águas. A gente enfrentou e enfrenta crises hídricas e o plano de recursos hídricos é um instrumento estratégico para que a gente tenha mais coordenação das políticas e das ações nessas situações de crises". 

LOC: Esta é a terceira oficina setorial realizada para estabelecer diretrizes, programas e metas para o Plano Nacional de Recursos Hídricos. O próximo encontro é com o setor de indústria e mineração e está agendado para terça-feira da próxima semana. 

Para saber mais, acesse mdr.gov.br.