Foto: Divulgação/MIDR
Foto: Divulgação/MIDR

Governo Federal reconhece situação de emergência em 16 cidades brasileiras

Com o reconhecimento federal, as prefeituras estão aptas a solicitar recursos do Governo Federal para ações de defesa civil

ÚLTIMAS SOBRE DESASTRES NATURAIS


A Defesa Civil Nacional reconheceu nesta quarta-feira, 14 de fevereiro, a situação de emergência em 16 cidades afetadas por desastres.

Quinze delas estão na Bahia e enfrentam a estiagem. Estão na lista os municípios de Abaré, Brejões, Cocos, Coronel João Sá, Entre Rios, Itapetinga, Itiruçu, Lafaiete Coutinho, Lajedo do Tabocal, Muquém de São Francisco, Nordestina, Piritiba, Rafael Jambeiro, Sento Sé e Valente.

Por outro lado, a cidade de Socorro, em São Paulo, foi afetada por fortes chuvas.

Com o reconhecimento federal, as prefeituras estão aptas a solicitar recursos do Governo Federal para ações de defesa civil. As solicitações devem ser feitas por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres, o S2iD. A ferramenta pode ser acessada em s2id.mi.gov.br.

Waldez Góes, ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, explica como os repasses podem ser aplicados. "Os recursos da Defesa Civil podem ser empregados naquele primeiro momento que acontece o desastre pra fazer assistência humanitária, pra dar kits de higiene, alimentação para as pessoas que foram atingidas, que enfrentam as consequências daquele desastre, bem como pra restabelecimento dos serviços essenciais, como, por exemplo, abastecimento de água e desobstrução de vias públicas. Além disso, nós também podemos utilizar o os recursos da Defesa Civil pra fazer reconstrução de infraestruturas públicas destruídas pelo desastre ou ainda de habitações destruídas pelo desastre”.

Para saber mais sobre ações do Governo Federal em proteção e defesa civil, acesse mdr.gov.br.

Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC: A Defesa Civil Nacional reconheceu nesta quarta-feira, 14 de fevereiro, a situação de emergência em 16 cidades afetadas por desastres.

Quinze delas estão na Bahia e enfrentam a estiagem. Estão na lista os municípios de Abaré, Brejões, Cocos, Coronel João Sá, Entre Rios, Itapetinga, Itiruçu, Lafaiete Coutinho, Lajedo do Tabocal, Muquém de São Francisco, Nordestina, Piritiba, Rafael Jambeiro, Sento Sé e Valente.

Por outro lado, a cidade de Socorro, em São Paulo, foi afetada por fortes chuvas.

Com o reconhecimento federal, as prefeituras estão aptas a solicitar recursos do Governo Federal para ações de defesa civil. As solicitações devem ser feitas por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres, o S2iD. A ferramenta pode ser acessada em s2id.mi.gov.br.

Waldez Góes, ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, explica como os repasses podem ser aplicados.

TEC/SONORA: ministro Waldez Góes

"Os recursos da Defesa Civil podem ser empregados naquele primeiro momento que acontece o desastre pra fazer assistência humanitária, pra dar kits de higiene, alimentação para as pessoas que foram atingidas, que enfrentam as consequências daquele desastre, bem como pra restabelecimento dos serviços essenciais, como, por exemplo, abastecimento de água e desobstrução de vias públicas. Além disso, nós também podemos utilizar o os recursos da Defesa Civil pra fazer reconstrução de infraestruturas públicas destruídas pelo desastre ou ainda de habitações destruídas pelo desastre”

LOC: Para saber mais sobre ações do Governo Federal em proteção e defesa civil, acesse mdr.gov.br.

Reportagem, Petronilo Oliveira