Arquipélago de Mariuá, em Barcelos, no Amazonas (Foto: Ana Claudia Jatahy/MTUR)
Arquipélago de Mariuá, em Barcelos, no Amazonas (Foto: Ana Claudia Jatahy/MTUR)

Governo Federal abre consulta publica para elaboração do Plano Regional de Desenvolvimento da Amazônia

Plano tem o objetivo de reduzir as desigualdades regionais, resultando em melhoria da qualidade de vida da população amazônica


O Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR), por meio da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), abriu consulta pública para elaboração do Plano Regional de Desenvolvimento da Amazônia (PRDA), referente ao quadriênio 2024-2027. As contribuições podem ser feitas até o dia 7 de junho através por meio deste link.

O objetivo da consulta pública é colher as contribuições da sociedade brasileira para formulação do PRDA, de forma transparente e participativa, reconstruindo instâncias de diálogo.

Segundo a secretária nacional de Políticas de Desenvolvimento Regional e Territorial do MIDR, Adriana Melo, o processo de construção da Política Nacional de Desenvolvimento da Amazônia aposta na biodiversidade como um importante vetor de desenvolvimento. “As cadeias produtivas atreladas à biodiversidade e toda uma gama de propostas relacionadas a infraestrutura, ciência, tecnologia e inovação e educação profissional são temas que estão no PRDA ”, aponta.

O Plano terá vigência de quatro anos e passará por revisões anuais, feitas a partir do acompanhamento da implementação. “É importante frisar que este plano está sendo elaborado e revisado em conjunto com o PPA Federal neste novo ciclo de governo”, destaca a secretária Adriana Melo.

Formulário

O formulário para participação na consulta pública contém informações obrigatórias e optativas, objetivas e subjetivas, com possibilidade de manifestação em um ou mais eixos estratégicos, de interesse do respondente, que poderão ser acolhidas pela Sudam, caso pertinentes, no todo, em parte ou serem adaptadas.

Em conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), será disponibilizado no site da Sudam o relatório consolidado sobre as contribuições apresentadas. Em caso de dúvidas, o público pode entrar em contato pelo email cgpla@sudam.gov.br.

Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC: O Governo Federal abriu consulta pública sobre o Plano Regional de Desenvolvimento da Amazônia, que terá validade de 2024 a 2027.

O objetivo da consulta, que vai até 7 de junho, é receber as contribuições da sociedade brasileira para a elaboração do plano, que tem o objetivo de reduzir as desigualdades regionais e melhorar a qualidade de vida da população amazônica. Para participar, é só acessar http://mdr.gov.br .

Adriana Melo, secretária nacional de Políticas de Desenvolvimento Regional e Territorial do Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional, destaca que o processo de construção da Política Nacional de Desenvolvimento da Amazônia aposta na biodiversidade como um importante vetor de desenvolvimento.

TEC/SONORA: Adriana Melo

"Nós, do Ministério, apoiamos a Sudam nesse processo de condução do PRDA e que aposta na biodiversidade como um importante vetor de desenvolvimento. A bioeconomia, as cadeias produtivas atreladas à economia da biodiversidade. Toda uma gama de propostas atinentes a infraestrutura, ciência, tecnologia e inovação, educação profissional atreladas a biodiversidade são temas que estão incorporados no Plano Regional de Desenvolvimento da Amazônia"

LOC: O Plano terá vigência de quatro anos e passará por revisões anuais. As sugestões apresentadas na consulta pública poderão ser acolhidas, no todo ou em parte, caso sejam consideradas pertinentes pela Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia, a Sudam.

Para saber mais sobre as ações do Governo Federal em desenvolvimento regional, acesse mdr.gov.br .

Reportagem, Alessandro Mendes