Em Minais Gerais, altas temperaturas elevam o consumo de água. Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil
Em Minais Gerais, altas temperaturas elevam o consumo de água. Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil

Consumo de água aumenta 20% em Minas Gerais por conta das altas temperaturas

De acordo com a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), por conta da condição climática o gasto de água pela população aumentou em 20%


Com temperaturas alcançando os 40ºC em Minas Gerais, uma das principais alternativas para aliviar o calor tem sido tomar vários banhos ao longo do dia e aumentar o consumo de água. De acordo com a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), por conta da condição climática o gasto de água pela população aumentou em 20%. 

De acordo com o governo estadual o aumento de consumo de água é preocupante, especialmente devido ao seu potencial impacto no abastecimento em municípios como Santa Luzia, Lagoa Santa, Ribeirão das Neves, Esmeraldas, Mateus Leme, Pedro Leopoldo e Vespasiano.

Larissa Fernandes Gontijo, pedagoga de 25 anos e moradora em Paracatu, compartilha que só terá certeza sobre o aumento no consumo de água quando receber a fatura do mês. Ela destaca que, devido ao calor, sua família tem aumentado a frequência de banhos ao longo do dia. Além disso, Larissa menciona que a casa está sendo limpa com mais frequência devido à poeira, resultante das condições climáticas.

"A gente vai poder calcular melhor na nossa próxima conta, mas tenho certeza que aumentou por conta do calor e, assim, por conta da poeira não dá para manter a casa. Então a casa mais vezes está sendo limpa mais vezes e os banhos aumentaram porque está muito quente. Então, tudo isso com certeza aumentou”, afirma a pedagoga. 

Cuidados com a pele no calor 

O dermatologista Tiago Silveira destaca a importância de redobrar os cuidados com a pele em altas temperaturas. Segundo o especialista, a falta de proteção pode resultar em queimaduras intensas e até mesmo aumentar o risco de desenvolver câncer de pele. Segundo ele, um dos principais passos que a pessoa deve fazer é passar uma boa camada de protetor solar, beber bastante água, se alimentar bem e não se expor diretamente ao sol é uma das estratégias para se cuidar. 

“É importante aumentar a hidratação, consumindo pelo menos dois a três litros de água diariamente, incluindo sucos de frutas e água de coco. Além disso, o uso adequado do filtro solar é essencial devido à maior exposição à radiação ultravioleta (UV) durante essa estação. Recomenda-se aplicar uma camada generosa de filtro solar para garantir proteção eficaz, evitando a prática comum de espalhar uma camada fina. Além disso, é importante evitar a exposição ao sol nos horários de pico, entre 10h e 16h, buscando áreas sombreadas e utilizando acessórios como bonés e chapéus para proteção adicional”, explica o especialista.

Segundo informações do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), o mês de novembro é tipicamente caracterizado por chuvas, tornando o calor intenso algo fora do comum para essa época do ano. O INMET explica que as altas temperaturas foram ocasionadas por uma predominante massa de ar seco continental, uma condição atípica que pode ser associada ao fenômeno climático El Niño.

Segundo o instituto, o que se espera para os próximos dias é uma forte mudança nas condições climáticas, com predominância de pancadas de chuvas e uma redução nas temperaturas. 
 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC: Com temperaturas alcançando os 40ºC em Minas Gerais, uma das principais alternativas para aliviar o calor tem sido tomar vários banhos ao longo do dia e aumentar o consumo de água. De acordo com a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) aumentou em 20% o gasto de água por parte da população do estado. 

De acordo com o governo estadual o aumento de consumo de água é preocupante, especialmente devido ao seu potencial impacto no abastecimento em municípios como Santa Luzia, Lagoa Santa, Ribeirão das Neves, Esmeraldas, Mateus Leme, Pedro Leopoldo e Vespasiano.
 

TEC/SONORA: Dermatologista, Tiago Silveira

“É importante aumentar a hidratação, consumindo pelo menos dois a três litros de água diariamente, incluindo sucos de frutas e água de coco. Além disso, o uso adequado do filtro solar é essencial devido à maior exposição à radiação ultravioleta (UV) durante essa estação. Recomenda-se aplicar uma camada generosa de filtro solar para garantir proteção eficaz, evitando a prática comum de espalhar uma camada fina. Além disso, é importante evitar a exposição ao sol nos horários de pico, entre 10h e 16h, buscando áreas sombreadas e utilizando acessórios como bonés e chapéus para proteção adicional”, explica o especialista.
 


LOC.: Segundo o  Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), o que se espera para os próximos dias é uma forte mudança nas condições climáticas, com predominância de pancadas de chuvas e uma redução nas temperaturas. 

Reportagem, Nathália Maciel