Foto: Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP)
Foto: Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP)

ANP: Dados de 23 bacias sedimentares terrestres são liberados

As informações foram disponibilizadas através de uma plataforma online. Anteriormente, os dados eram vendidos pelo governo


Na quarta-feira (12), a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) liberou, através de uma plataforma online, o acesso gratuito a dados técnicos de 23 bacias sedimentares terrestres. O objetivo é atrair investimentos exploratórios privados. Com isso, empresas do setor podem obter informações com mais facilidade para ampliarem seus estudos, suavizar riscos e gerar segurança.

A plataforma reúne parte do conteúdo técnico armazenado no Banco de Dados de Exploração e Produção (BDEP), que inclui dados de poços, levantamentos sísmicos pós-empilhamento 2D e 3D, levantamentos não-sísmicos e levantamentos geoquímicos. Até o momento, dados sísmicos pré- empilhamento não estão disponibilizados devido ao seu volume.

Anteriormente, todos os dados disponibilizados eram vendidos aos interessados pelo governo. Agora, com o acesso virtual ao conteúdo, as informações ficarão disponíveis a qualquer momento e será possível acompanhar em tempo real as eventuais atualizações.

Acesse a plataforma aqui.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: Na quarta-feira (12), a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) liberou, através de uma plataforma online, o acesso gratuito a dados técnicos de 23 bacias sedimentares terrestres. O objetivo é atrair investimentos exploratórios privados. Com isso, empresas do setor podem obter informações com mais facilidade para ampliarem seus estudos, suavizar riscos e gerar segurança.

A plataforma reúne parte do conteúdo técnico armazenado no Banco de Dados de Exploração e Produção (BDEP), que inclui dados de poços, levantamentos sísmicos pós-empilhamento 2D e 3D, levantamentos não-sísmicos e levantamentos geoquímicos. Até o momento, dados sísmicos pré- empilhamento não estão disponibilizados devido ao seu volume.

Anteriormente, todos os dados disponibilizados eram vendidos aos interessados pelo governo. Agora, com o acesso virtual ao conteúdo, as informações ficarão disponíveis a qualquer momento e será possível acompanhar em tempo real as eventuais atualizações.

Reportagem, Poliana Fontenele