Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

Regras de Uso

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o radialista realize o login no site da Agência do Rádio - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 Mais não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

PESQUISA: Número de fumantes no Brasil cai 20,5% em cinco anos

A quantidade de fumantes no Brasil caiu mais de 20% nos últimos cinco anos, de acordo com a Pesquisa Nacional de Saúde, divulgada nesta quarta-feira pelo Ministério da Saúde e pelo IBGE. A pesquisa também revela que mais de 73% dos brasileiros que tentaram parar de fumar conseguiram tratamento na rede pública. Em 2008, o índice era de quase 59%

Salvar imagem

Tempo de áudio: 02'49''

REPÓRTER: A quantidade de fumantes no Brasil caiu mais de 20% nos últimos cinco anos, de acordo com a Pesquisa Nacional de Saúde, divulgada nesta quarta-feira pelo Ministério da Saúde e pelo IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. O servidor público José Gilberto de Mariz é um desses brasileiros que pararam de fumar. Ele largou o cigarro há dois anos com a ajuda do SUS, Sistema Único de Saúde, e conta que melhorou de forma significativa a qualidade de vida.

SONORA: servidor público – José Gilberto de Mariz

"O primeiro benefício é que você começa a sentir o sabor do alimento. Então, consequentemente, você passa a comer mais porque a comida passa a ter sabor. A partir do momento que você para de fumar a sua respiração melhora. Você passa a ter mais resistência respiratória. Subir escada, descer escada. Eu que tenho chácara, eu tenho o hábito de capinar. Então, passei a ter um rendimento muito maior".

REPÓRTER: A Pesquisa Nacional de Saúde também revela que mais de 73% dos brasileiros que tentaram parar de fumar conseguiram tratamento na rede pública. Em 2008, o índice era de quase 59%. De acordo com o ministro da Saúde, Arthur Chioro, isso é resultado do aumento do acesso aos medicamentos contra a dependência ao tabaco na rede pública de saúde. Além disso, o Ministério da Saúde expandiu a assistência profissional para quem deseja parar de fumar e continua investindo em campanhas publicitárias contra o tabagismo.

SONORA: ministro da Saúde – Arthur Chioro

"Isso é uma redução importantíssima. Isso mostra o quê? Que a política antifumo do Brasil está tendo um sucesso muito importante. Se a gente levar em consideração que nós temos alguma coisa em torno de 200 mil óbitos por ano diretamente relacionados ao tabagismo, isso significa uma perspectiva de economia de recursos, de vida com mais qualidade, muito importante".

REPÓRTER: O SUS oferece atendimento psicológico de graça para as pessoas que desejam parar de fumar. Além disso, são oferecidos medicamentos, como adesivos, pastilhas e gomas de mascar. O despachante Roberto Gurgel conseguiu parar de fumar há cinco anos com a ajuda do SUS. Ele ficou três meses em tratamento no Posto de Saúde de Taguatinga Sul, no Distrito Federal.

SONORA: despachante – Roberto Gurgel

"O tratamento durou em torno de uns três meses com acompanhamento psicológico. Tem uma psicóloga que acompanha a gente, um clínico, que é para indicar a medicação que vai ser tomada. A reunião, ela é feita em grupo. E nesse grupo a gente vai conversando a respeito das dificuldades que cada um está tendo. E procura um ajudar o outro. A princípio é semanal e depois passa a ser... depois mensal".

REPÓRTER: O Ministério da Saúde investiu 41 milhões de reais para tratar 45 mil tabagistas somente neste ano. Para saber mais, acesse www.saude.gov.br.

Reportagem, Fábio Ruas

Fonte: Brasil 61

Continue Lendo





Receba nossos conteúdos em primeira mão.