NAZARÉ DA MATA (PE): Município está há 2 anos com risco de infestação pelo mosquito da Dengue

Além de Nazaré da Mata, mais cem municípios pernambucanos estão com alto índice de infestação do mosquito transmissor

Salvar imagem

LOC: Nazaré da Mata está em risco de infestação do mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya, segundo o Ministério da Saúde. Desde 2015 que o município não consegue diminuir o nível de infestação do mosquito. Assim como em boa parte do Nordeste, o armazenamento de água pela população é necessário. O problema é que, se a água não for estocada da forma correta, o mosquito vai encontrar lugar para colocar os ovos. E esse é um dos fatores que contribui para Nazaré da Mata estar nessa situação, como explica a Gerente de Vigilância em Saúde, de Pernambuco, Claudenice Pontes.

TEC/SONORA: Claudenice Pontes, Gerente de Vigilância em Saúde

“Esse é o nosso maior problema. Eles usam muito baldes e tonéis. Então nós orientamos para que eles armazenem água adequadamente. Que não deixem nenhuma abertura para que o mosquito possa entrar e se proliferar. Se você encontrar larvas no seu depósito, tente recolher porque aquilo pode virar um mosquito transmissor de doença. Então a única forma que eles vão ter, realmente, é fazer uma vedação adequada.”

LOC: Além de Nazaré da Mata, mais cem municípios pernambucanos estão com alto índice de infestação do mosquito transmissor. João Alfredo, Inajá e Arcoverde são as cidades mais afetadas do estado. No Nordeste, os depósitos de água, como tonéis, tambores e caixas d’água são os principais tipos de criadouros. O Ministério da Saúde recomenda que cada família dedique 15 minutos por semana para eliminar os focos do mosquito dentro de casa. Para saber mais, acesse: saude.gov.br/combateaedes.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.