MAIS MÉDICOS: Abertas as inscrições de propostas para novos cursos de medicina

As Instituições de ensino superior de 39 municípios brasileiros já podem fazer as inscrições com propostas de criação de novos cursos de medicina. A iniciativa faz parte da estratégia do programa Mais Médicos que tem o objetivo de aumentar a formação médica no país

Salvar imagem

Tempo de áudio:

REPÓRTER: As Instituições de ensino superior de 39 municípios brasileiros já podem fazer as inscrições com propostas de criação de novos cursos de medicina. A iniciativa faz parte da estratégia do programa Mais Médicos que tem o objetivo de aumentar a formação médica no país. Todas as cidades selecionadas para receber cursos de medicina têm 70 mil habitantes ou mais e não contam com graduação para a formação de médicos. Esses municípios estão em 11 estados de quatro regiões, sendo que nenhum deles é capital. De acordo com o secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Heider Pinto, na seleção dos municípios foi considerada a necessidade social do curso, a estrutura da rede de saúde para realização das atividades práticas dos alunos de medicina e a capacidade para abertura de programa de residência médica.

SONORA: secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde – Heider Pinto

"Eram lugares que eles tinham necessidade social, ou seja, a quantidade de médicos por mil habitantes é menor do que 1,8 médicos por mil habitantes e todos os lugares tem um número de vagas, que é um número de vagas por 10 mil habitantes, menor também".

REPÓRTER: O Brasil conta com mais de 21 mil vagas autorizadas para cursos de medicina. Deste total, mais de 11 mil estão no interior e pouco mais de 10 mil em capitais. O aumento do número de vagas no interior já é resultado do processo de interiorização do ensino superior adotado pelo governo federal. As instituições de ensino superior que assumirem a responsabilidade de abrir os cursos devem investir na rede de saúde, além de implantar programa de residência médica para garantir a especialização dos profissionais. As regras para o cadastro que deve ser feito pelas instituições estão no edital publicado no Diário Oficial da União. Para saber mais acesse a página do Ministério da Saúde. O endereço é www.saude.gov.br.

Reportagem, Fábio Ruas

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.