CRISTALINA (GO): Meninas do município devem ir ao posto de saúde e se proteger contra o HPV

Nos postos de saúde da cidade existem vacinas suficientes para todas as adolescentes de 11 a 13 anos de idade de Cristalina.

SalvarSalvar imagem

REPÓRTER: Em Cristalina, ainda existem doses de vacina contra o HPV suficientes para imunizar todas as adolescentes de 11 a 13 anos de idade. Quem garante é a responsável pela imunização no município Ronize Pereira de Paula. Ela faz um convite para os pais que tem filhas dentro da faixa etária de vacinação e orienta para que as adolescentes compareçam ao posto de saúde central da cidade.
 
SONORA: Coordenadora do PNI, Ronize Pereira de Paula
 
“No caso quero reforçar aos pais que levem as suas filhas aos postos de saúde para fazer a vacina HPV. Porque não tem reações, graças a Deus no nosso município não teve isso. Ele pode procurar a unidade sem medo e levar suas filhas para se proteger do HPV. Os pais podem direcionar ao PSF centro que fica localizado na rua Minas Gerais, fica próximo ao antigo correio.”  
 
REPÓRTER: Além do posto central existem mais 11 unidades de saúde em Cristalina, que funcionam de sete da manha às quatro e meia da tarde. A vacina contra o HPV é a principal forma de prevenir várias doenças relacionadas ao vírus, inclusive o câncer do colo do útero. Mais de 30 por cento das meninas do município já tomaram a segunda dose, a recomendação do ministério da Saúde é de que pelo menos 80 por cento das adolescentes sejam vacinadas. Para que a vacina seja eficaz, as garotas devem tomar as três doses. Ouça o que diz o diretor de Vigilância das Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch.
 
SONORA: Diretor de Vigilância das Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch.
 
"A imunização ela é dada por uma vacina oferecida em três doses, e as três doses são importantes. Então ela é iniciada em meninas aos onze anos de idade. Nós estamos iniciando com meninas de onze a treze anos de idade justamente para alcançar aquelas que já completaram onze anos há mais tempo. Então neste momento da introdução da vacina, isso é um calendário um pouco estendido, porque no futuro nós manteremos apenas a primeira dose aos onze anos de idade. Depois de tomar a primeira dose, ela recebe uma segunda dose de reforço. A dose única ela não é eficaz para produzir a proteção contra o HPV, por isso as duas doses, e uma terceira dose cinco anos depois."
 
REPÓRTER: Atenção meninas de 11 a 13 anos de idade de Cristalina, para tomar a segunda dose não precisa da autorização dos responsáveis, basta ir ao posto de saúde com a carteira de vacinação ou o documento de identidade e se prevenir. Quem ainda não tomou a primeira dose também deve ir ao posto e regularizar a vacinação.
 
Reportagem, Henrique Carmo

Receba nossos conteúdos em primeira mão.