Foto: Divulgação/MIDR
Foto: Divulgação/MIDR

Ministério da Cultura seleciona projetos pelo Programa de Intercâmbio Cultural

Em sua segunda etapa de seleção, a iniciativa contempla 24 destinos internacionais e 13 no país


O Ministério da Cultura publicou no Diário Oficial da União (DOU) o resultado final da segunda reunião da Comissão de Avaliação e Seleção do Edital Programa de Intercâmbio Cultural MinC nº 1. Foram selecionadas 37 candidaturas, sendo 19 individuais e 18 grupos, num total de 96 pessoas, de todas as regiões do Brasil. São 24 destinos no exterior e 13 no país. Clique aqui para acessar a lista completa. As ações buscam promover a difusão cultural e artística em âmbito nacional e internacional.

A diretora de Fomento Direto da Secretaria de Economia Criativa e Fomento Cultural (Sefic), Teresa Cristina Azevedo, ressalta a importância da iniciativa para a divulgação da cultura brasileira. “Nesta segunda seleção do Programa de Intercâmbio Cultural da Sefic serão contempladas 96 candidaturas oriundas de todas as regiões do país para destinos tais como África, países de língua portuguesa, América Central, Península Ibérica e Leste Europeu. Os eventos são festivais, apresentações artísticas, simpósios, mercados, rodadas de negócios, mostras competitivas e troca de experiências entre agentes e grupos culturais. É a cultura brasileira se projetando no mundo”.

Entre os destinos no exterior estão Cidade do México, Praga (República Tcheca), Luanda (Angola), Lisboa (Portugal), Santander (Espanha) e Porto Príncipe (Haiti). No Brasil, há locais como Salvador e Banzaê (Bahia), Xapuri (Acre), Fortaleza (Ceará), Recife (Pernambuco), Aracaju (Sergipe) e Vila Velha (Espírito Santo).

A região com mais candidaturas aprovadas foi o Centro-Oeste, com 12; seguida pelo Norte, com 10; e Sudeste, com nove. Na sequência vêm o Sul, que registrou quatro; e o Nordeste, com duas.

“Os resultados alcançados até aqui nos estimulam a prosseguir, no intuito de incentivar a difusão da cultura brasileira dentro e fora do Brasil”, acrescenta Teresa.

Os beneficiários selecionados deverão enviar a documentação indicada no edital para o e-mail intercambio.sefic@cultura.gov.br até 30/01/2024, prazo de cinco dias úteis a partir da comunicação oficial do MinC.

Com um investimento, em 2023, de R$ 2,5 milhões, a ação da Sefic concederá bolsa cultural para despesas de deslocamento, permanência e participação com trabalho próprio de agentes culturais em eventos, festivais, feiras de negócios e outras atividades culturais, no Brasil e no exterior.

Os recursos serão distribuídos na proporção de 20% para cada região do país. O valor do apoio financeiro, independentemente do destino e do período de permanência do(a) participante, será o valor individual de R$ 7 mil para destinos nacionais e de R$ 17 mil para internacionais. Os beneficiários provenientes dos estados da Amazônia Legal – Amazonas, Acre, Rondônia e Roraima, Pará, Maranhão, Amapá, Tocantins e Mato Grosso – receberão um valor adicional de R$ 1,5 mil, independentemente do destino.

No tocante as ações afirmativas, o edital bonifica propostas que tenham como protagonista ou liderança mulheres (cis e trans), idosos, indivíduos ou grupos de cultura urbana, pessoas LGBTQIAP+. Assim como as propostas apresentadas por pessoas originárias de localidades periféricas ou ações que ocorram nestes territórios.

O Programa pretende ser uma ferramenta de incentivo à participação e ao protagonismo de agentes culturais e equipes compostas de forma representativa por pessoas negras, pessoas indígenas e pessoas com deficiência.

A iniciativa, que havia sido descontinuada em 2015, beneficiou sete mil pessoas entre 2009 e 2015.

A diretora de Fomento Direto da Sefic frisa ainda que a ação é permanente. “O Programa tem inscrições em fluxo contínuo, ou seja, estão sempre abertas, por isso as pessoas têm que se candidatar com, pelo menos, 60 dias de antecedência da data da viagem. Essa é uma condição essencial, pois num prazo menor fica inviável cumprir todas as etapas de avaliação”, completa.

As inscrições podem ser feitas pelo site Mapas da Cultura, por meio do link.

Para mais informações sobre o programa, clique aqui.

Receba nossos conteúdos em primeira mão.

O Ministério da Cultura comemora a retomada do Programa de Intercâmbio Cultural. Foram selecionadas noventa e seis candidaturas para divulgação de trabalhos no Brasil e no exterior.

A iniciativa, que havia sido descontinuada em dois mil e quinze, tem o objetivo de promover a difusão e o intercâmbio cultural em âmbito nacional e internacional.

No ano passado, o Governo Federal investiu dois milhões e quinhentos mil reais no programa que já beneficiou mais de sete mil pessoas entre dois mil e nove e dois mil e quinze.

A coordenadora-geral de transferências voluntárias, da Diretoria de Fomento Direto, Julia Furia, destaca a importância da volta do programa.

TEC/SONORA: Julia Furia

“O programa de intercâmbio, ele foi um programa que foi descontinuado em 2015 e, desde então, sempre houve muita demanda social pela sua retomada. Em 2023, nós conseguimos retomar esse programa com muita alegria.”

Em sua segunda etapa, a comissão de avaliação e seleção do edital escolheu trinta e sete candidaturas, sendo dezenove individuais e dezoito grupos de todas as regiões do Brasil. São vinte e quatro destinos internacionais e treze no país.

Os agentes culturais selecionados receberão bolsa cultural para despesas de deslocamento, permanência e participação com trabalho próprio em eventos, feiras de negócios e outras atividades culturais, no Brasil e no exterior.

O edital segue com as inscrições abertas e bonifica propostas que tenham como protagonista ou liderança mulheres (cis e trans), idosos, indivíduos ou grupos de cultura urbana e pessoas LGBTQIAP mais.

Julia Furia explica mais sobre o edital no rol das ações afirmativas.

TEC/SONORA: Julia Furia

“A gente tem o viés das ações afirmativas, onde temos as cotas para pessoas negras, pessoas indígenas e pessoas com deficiência. As bonificações pra propostas apresentadas por projetos, né? Ações realizadas por mulheres de cultura urbana, periferia e também de pessoas idosas, né? Com mais de 60 anos.”

Para conferir o resultado e outras informações, acesse o site do Ministério da Cultura pelo endereço www.gov.br/cultura. Lá, há um ícone chamado "editais 2023". Ao clicar nele você será direcionado para a página de editais, entre eles, o do Programa de Intercâmbio Cultural MinC. 

Esta é uma realização do Ministério da Cultura e das secretarias de Economia Criativa e Fomento Cultural e do Audiovisual.