Foto: Divulgação/MIDR
Foto: Divulgação/MIDR

MIDR reconhece situação de emergência em 109 cidades catarinenses atingidas por fortes chuvas

Os reconhecimentos foram feitos de forma sumária, com base em decreto publicado pelo Governo do estado no dia 29 de novembro


A Defesa Civil Nacional reconheceu, nesta sexta-feira, primeiro de dezembro, a situação de emergência em 109 cidades de Santa Catarina atingidas por fortes chuvas.

Os reconhecimentos foram feitos de forma sumária, com base em decreto publicado pelo Governo do estado no dia 29 de novembro.

No momento, 233 cidades catarinenses estão com reconhecimento de situação de emergência ou de estado de calamidade pública vigente devido a chuvas intensas, queda de granizo, vendaval, alagamento, enxurrada, inundação ou erosão costeira.

Com o reconhecimento, as cidades podem solicitar recursos do Governo Federal para ações de defesa civil. Waldez Góes, ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, explica como os repasses podem ser utilizados.

"Os recursos da Defesa Civil podem ser empregados naquele primeiro momento que acontece o desastre pra fazer assistência humanitária, pra dar kits de higiene, alimentação para as pessoas que foram atingidas, que enfrentam as consequências daquele desastre, bem como pra restabelecimento dos serviços essenciais, como, por exemplo, abastecimento de água e desobstrução de vias públicas. Além disso, nós também podemos utilizar o os recursos da Defesa Civil pra fazer reconstrução de infraestruturas públicas destruídas pelo desastre ou ainda de habitações destruídas pelo desastre”

Desde o início do ano, o Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional, o MIDR, já autorizou o repasse de mais de 73 milhões de reais para ações de proteção e defesa civil em Santa Catarina.

Para saber mais sobre ações do Governo Federal em proteção e defesa civil, acesse: mdr.gov.br.

Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC: A Defesa Civil Nacional reconheceu, nesta sexta-feira, primeiro de dezembro, a situação de emergência em 109 cidades de Santa Catarina atingidas por fortes chuvas. Confira a lista completa em http://mdr.gov.br .

Os reconhecimentos foram feitos de forma sumária, com base em decreto publicado pelo Governo do estado no dia 29 de novembro.

No momento, 233 cidades catarinenses estão com reconhecimento de situação de emergência ou de estado de calamidade pública vigente devido a chuvas intensas, queda de granizo, vendaval, alagamento, enxurrada, inundação ou erosão costeira.

Com o reconhecimento, as cidades podem solicitar recursos do Governo Federal para ações de defesa civil. Waldez Góes, ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, explica como os repasses podem ser utilizados.

TecSONORA MINISTRO WALDEZ GÓES

"Os recursos da Defesa Civil podem ser empregados naquele primeiro momento que acontece o desastre pra fazer assistência humanitária, pra dar kits de higiene, alimentação para as pessoas que foram atingidas, que enfrentam as consequências daquele desastre, bem como pra restabelecimento dos serviços essenciais, como, por exemplo, abastecimento de água e desobstrução de vias públicas. Além disso, nós também podemos utilizar o os recursos da Defesa Civil pra fazer reconstrução de infraestruturas públicas destruídas pelo desastre ou ainda de habitações destruídas pelo desastre”

LOC: Desde o início do ano, o Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional, o MIDR, já autorizou o repasse de mais de 73 milhões de reais para ações de proteção e defesa civil em Santa Catarina.

Para saber mais sobre ações do Governo Federal em proteção e defesa civil, acesse: http://mdr.gov.br.

Reportagem, Alessandro Mendes