Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Feriado de finados será marcado por chuvas e tempo instável no Brasil

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, as chuvas devem ocorrer principalmente nas regiões Centro-oeste, Sudeste e sSul


O Dia de Finados (2) será marcado por chuvas em boa parte do país. Segundo previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), na semana do feriado há probabilidade de precipitações nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, podendo ultrapassar 60 milímetros. Já para a região Nordeste e parte da região Norte, a tendência é de tempo quente, com temperaturas que podem chegar a 40°C no Maranhão, Piauí e Bahia. Em parte do Amazonas, Roraima e Pará são previstas chuvas em forma de pancadas, acima de 60 milímetros.

“A semana deve ser bastante instável. O tempo com bastante nebulosidade e condições novamente para temporais que se espalham nos estados do Sul do Brasil. Então na semana a preocupação deve ser esta: condição para a chuva que persiste inclusive na quinta-feira, feriado de Finados. Também teremos chuvas em forma de pancadas tanto na região central quanto na região sudeste do Brasil. Em áreas do Mato do Grosso do Sul, São Paulo, centro-sul de Minas Gerais e Rio de Janeiro. No Dia de Finados, as chuvas estão mais localizadas entre Goiás, Distrito Federal e Mato Grosso e em áreas do norte do Brasil”, explica o meteorologista do instituto, Olivio Bahia.

Conforme o meteorologista, a intensidade das chuvas pode provocar impactos nas áreas que forem atingidas.

“As chuvas podem vir acompanhadas de raios e rajadas de vento que podem superar 60 km/h, até 80 km/h. Então, há risco de queda de galhos, risco de interrupção de fornecimento de energia elétrica. Em função disso, parte do território brasileiro está sob a condição para aviso de tempo severo. No sul do Brasil, principalmente porque já choveu bastante por lá, então o risco de deslizamento e transbordamento de córregos e rios é maior”, destaca.

Olívio Bahia ainda alerta para os cuidados que a população deve tomar em caso de tempestades.

“Primeiramente, sempre ficar atento aos novos boletins de previsão de tempo, especialmente aos comunicados das defesas civis das suas cidades. Não tendo isso no momento da chuva, se abrigar num local seguro: dentro de uma casa ou mesmo um prédio, evitar se abrigar embaixo de árvores, estruturas metálicas, já que há risco de queda de galhos de árvores em função do vento e risco também de queda de raios. Evitar também atender o telefone ou usar o telefone conectado ao cabo de energia”, alerta.

Segundo o Inmet, a partir de novembro, o volume de chuvas no país deve se intensificar e se estender até o final de abril. O padrão de chuvas desse período está associado ao fator calor. Com a combinação da temperatura elevada e a alta umidade do ar, nuvens associadas aos raios, granizo e vendavais se formam, causando as precipitações.
 

Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: O Dia de Finados (2) será marcado por chuvas em boa parte do país. Segundo a previsão do meteorologista Olivio Bahia, do Instituto Nacional de Meteorologia, o Inmet, na semana do feriado há probabilidade de precipitações nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, com valores que podem ultrapassar 60 milímetros.

TEC./SONORA: Olivio Bahia, meteorologista do Inmet

“A semana deve ser bastante instável. O tempo com bastante nebulosidade e condições novamente para temporais que se espalham nos estados do sul do Brasil. Condição para a chuva que persiste inclusive na quinta-feira, feriado de Finados. Também teremos chuvas em forma de pancadas tanto na região central quanto na região sudeste do Brasil. Em áreas do Mato do Grosso do Sul, São Paulo, centro-sul de Minas Gerais e Rio de Janeiro. No Dia de Finados, chuvas mais localizadas entre Goiás, Distrito Federal e Mato Grosso e em áreas do norte do Brasil”.
 


LOC.: Conforme o meteorologista, as chuvas podem vir acompanhadas de raios e rajadas de vento que podem superar 60 km/h, e até mesmo 80 km/h. Há risco de queda de galhos e interrupção de fornecimento de energia elétrica. Olívio Bahia ainda alerta para os cuidados que a população deve tomar em caso de tempestades.

TEC./SONORA: Olivio Bahia, meteorologista do Inmet

“Primeiramente, sempre fica atento aos novos boletins de previsão de tempo, especialmente aos comunicados das defesas civis das suas cidades. Não tendo isso no momento da chuva, se abrigar num local seguro: dentro de uma casa ou mesmo um prédio, evitar se abrigar embaixo de árvores, estruturas metálicas, já que há risco de queda de galhos de árvores em função do vento e risco também de queda de raios. Evitar também atender o telefone ou usar o telefone conectado ao cabo de energia”.
 


LOC.: Já para a região Nordeste e parte da região Norte, a tendência é de tempo quente, com temperaturas que podem chegar a 40°C no Maranhão, Piauí e Bahia. Em  parte do Amazonas, Roraima e Pará são previstas chuvas em forma de pancadas, acima de 60 milímetros.

Reportagem, Landara Lima.