Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Como as pessoas nos percebem

Nesta edição do podcast Comunicação Positiva, Érica Ferraz explica como a comunicação é percebida


Nesta edição do podcast Comunicação Positiva, Érica Ferraz explica como a comunicação é percebida. 

Primeiro ponto é que a comunicação é muito mais sobre o que os outros entendem do que o que falo. Por isso humildade e autorresponsabilidade são muito importantes.

Saiba mais!

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

Olá pessoal, espero que todos vocês estejam bem de saúde. 

Hoje vamos falar de como as pessoas percebem nossa comunicação. 

Primeiro ponto é que a comunicação é muito mais sobre o que os outros entendem do que o que falo. 

Por isso é tão importante termos humildade e autorresponsabilidade. 

Por isso, se você anda gritando por aí para ver se as pessoas entendem mais você. Desiste. Esta não é uma boa estratégia. Gritar não vai adiantar. Você tem que mudar a forma como você aborda a pessoa. 

Você sabia que nos comunicamos de três maneiras? Como assim? 

Sim. Nos comunicamos com o nosso conteúdo, com a nossa voz e com o que vemos. Mas qual você acha que é mais importante? 

Todos são. Nossa comunicação é percebida no seu conjunto. Porém é importante saber o impacto que cada um desses itens têm no seu interlocutor.

Em um dos estudos mais antigos sobre comunicação, verificou-se que 7% de toda a nossa comunicação vem do nosso conteúdo. 38% vem da nossa qualidade vocal ou seja da velocidade, da altura da nossa voz e 55% vem da comunicação não verbal. Ou seja, do que nós vemos: gestos, expressão facial, olhar, a roupa, o andar. Tudo isso. 

Isto quer dizer que você não tem que ficar preocupado apenas com o seu conteúdo. Você tem que se preocupar com a forma como você se comunica. 

Não adianta nada ter um discurso lindo, se você está com uma postura desleixada durante a entrevista. Você vai passar uma mensagem de pouco caso. 

Lembra da história do encontro do Putin e do Biden que mencionamos no episódio passado? O que pesou mais foi a mensagem de descaso pela forma como ele se sentou e não o discurso certinho. 

Sempre quando tivermos incoerência entre discurso e voz ou discurso e gestos, olhar ou postura, o nosso cérebro vai dar mais peso para a qualidade vocal ou para a comunicação não verbal. 

Lembre-se também que para captar a atenção de um maior número de pessoas, você precisa trabalhar: racional com o conteúdo e dados, com o visual, com o auditivo e com o sensorial. Quanto mais você fazer com que as pessoas  transitem por todas essas sensações, melhor será sua comunicação. 

Se você for a uma palestra, a uma comissão depor ou a um tribunal. Tudo isso servirá para você passar uma mensagem. 

Por isto contar uma história conquista tanta gente. Este é outro tema para um novo episódio. 

Se você for a uma palestra, a uma comissão depor ou a um tribunal. Tudo isso servirá para você passar uma mensagem. 

E não se esqueça também dos três verbos de todo comunicador: observar, escutar e perguntar. 

Espero que vocês gostem e enviem mais sugestões para que eu possa abordar a comunicação de todas as formas.