SERTANÓPOLIS (PR): Meninas entre 11 e 13 anos devem tomar vacina contra HPV. Saiba onde imunização está disponível, no município

Meninas entre 11 e 13 anos precisam tomar segunda dose da vacina contra HPV, que está disponível no posto de saúde, em frente a rodoviária, de Sertanópolis

Salvar imagem

REPÓRTER: Em Sertanópolis, o centro de Saúde, Paulo Roberto Martins, que fica em frente a rodoviária do município, funciona das sete da manhã às sete da noite e, disponibiliza a segunda dose da vacina contra o HPV para meninas que têm entre 11 e 13 anos de idade. A vacinação é feita na unidade de segunda a sexta-feira. As famílias da cidade precisam proteger as meninas contra o vírus, que é o principal causador do câncer de colo do útero. O chefe da Vigilância Epidemiológica da cidade, Wilson Correia dos Santos, convida a todas as jovens para tomarem a vacina.
 
SONORA: chefe da Vigilância Epidemiológica, Wilson Correia dos Santos.
 
“Olá meninas! Aqui é o enfermeiro Wilson, do centro de Saúde, Paulo Roberto Martins, de Sertanópolis. Convido vocês a se vacinarem contra o HPV. Vocês só têm a ganhar com a vacinação. Estamos esperando vocês de 11 a 13 anos para a vacinação.”
 
REPÓRTER: A vacinação contra o HPV é feita em três etapas e, só é eficaz para as adolescentes que tomarem as três doses da vacina, que são oferecidas gratuitamente. O diretor de Vigilância das Doenças Transmissíveis, do ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch, explica como é feito o processo de imunização contra o HPV.
 
SONORA: diretor de Vigilância das Doenças Transmissíveis, do ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch.
 
"A imunização, ela é dada por uma vacina oferecida em três doses e, as três doses são importantes. Então, ela é iniciada em meninas aos 11 anos de idade. Nós estamos iniciando com meninas de 11 a 13 anos de idade, justamente para alcançar aquelas que já completaram 11 anos há mais tempo. Então, neste momento da introdução da vacina, isso é, um calendário um pouco estendido, porque no futuro nós manteremos apenas a primeira dose aos 11 anos de idade. Depois de tomar a primeira dose, ela recebe uma segunda dose de reforço. A dose única ela não é eficaz para produzir a proteção contra o HPV, por isso, as duas doses e, uma terceira dose cinco anos depois."

REPÓRTER: Em Sertanópolis, as meninas que forem se vacinar podem procurar pelas enfermeiras Rosângela, Valentina ou Neuci, na unidade de saúde da cidade. Lembrando que, não é necessária a autorização dos pais ou responsáveis para receber a segunda dose. Basta apresentar a caderneta de vacinação ou o documento de identidade. A vacina contra o vírus HPV é segura e muito importante para o futuro das jovens de Sertanópolis.
 
Reportagem, Lívia Bruno

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.