REGIÃO SUL: Médica catarinense é um dos profissionais que vai atuar pelo programa Mais Médicos este ano

A médica brasileira de 27 anos, Ana Paula Anklan,  está entre os  profissionais que se inscreveram este ano para atuar pelo programa Mais Médicos na Região Sul. Ela se formou em medicina em 2013 na cidade de Blumenau, em Santa Catarina, e um ano depois já estava trabalhando pelo Provab  no município catarinense de Indaial. 

Salvar imagem

REGIÃO SUL: Médica catarinense é um dos profissionais que vai atuar pelo programa Mais Médicos este ano

 

Tempo de áudio -

REPÓRTER:  A médica brasileira de 27 anos, Ana Paula Anklan,  está entre os  profissionais que se inscreveram este ano para atuar pelo programa Mais Médicos na Região Sul. Ela se formou em medicina em 2013 na cidade de Blumenau, em Santa Catarina, e um ano depois já estava trabalhando pelo Provab  no município catarinense de Indaial. O Provab é o programa de valorização do profissional da Atenção Básica que possibilita especialização na Estratégia Saúde da Família e pontuação para concurso de residência médica. Em 2014, o programa o Provab foi incorporado ao programa Mais Médicos e,  com a incorporação, vai ser possível fixar o profissional por mais três anos no mesmo município e garantir assistência à população. Ana Paula conta que essa incorporação permitiu que ela continuasse atendendo a comunidade.

 

SONORA: médica – Ana Paula Anklan

 

“Eu escolhi optar pelo Mais Médicos, porque eu me apeguei muito a comunidade, para dar continuidade ao meu trabalho e ficar mais um tempo com a mesma comunidade. Agora quando eu estava finalizando o Provab, bastante pacientes, falam ‘ah que bom que você vai ficar’. Então é importante isso, para a gente ter um médico que já sabe o que a gente tem. Eu gostei muito da Atenção Básica justamente por causa do vínculo”.

 

REPÓRTER: O secretário municipal de saúde de Indaial, Enilson Erley de Freitas, conta que maior preocupação do município é o ciclo rotativo de médicos que atuam na cidade de Indaial. Ele conta que a chegada dos novos profissionais do programa Mais Médicos vai possibilitar um período maior de fixação de médicos no município.

 

SONORA: secretário municipal de saúde de Indaial – Enilson Erley de Freitas

 

“A expectativa principal é o preenchimento dessa lacuna, da fixação dos médicos. O problema da permanência deles, porque a rotatividade é muito grande, e o programa, pelo o que a gente tem acompanhado inclusive em outros municípios que já tem parceria com o Mais Médicos tem fixado os médicos ali. Mas agora com essa nova alternativa do Mais Médicos, estamos contentes e apreensivos, porque a gente vai ter a garantia da residência dos médicos por esse período. Vai criar aquele vínculo”.

 

REPÓRTER: Das 520 vagas do programa Mais Médicos oferecidas para os  quatro estados da Região Sul, 408 foram preenchidas por profissionais que querem oferecer atendimento nas cidades que mais precisam de assistência em saúde. Para saber mais sobre o programa Mais Médicos no seu estado, acesse a página do Ministério da Saúde na internet. O endereço é: www.saude.gov.br

Reportagem, Karina Chagas

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.