PREVENÇÃO: Crianças com alergia ao leite de vaca devem aguardar para vacinar contra o sarampo

PREVENÇÃO: Crianças com alergia ao leite de vaca devem aguardar para vacinar contra o sarampo

Salvar imagem

Tempo de áudio – 02'45''

REPÓRTER: As crianças alérgicas ao leite de vaca devem aguardar nova data para vacinar contra o sarampo. De acordo com o Ministério da Saúde, essa orientação surgiu depois que foram notificados alguns casos de reações em crianças que têm alergia a esse tipo de  leite. Ao analisar a composição da vacina, foi verificado a presença de lactoalbumina hidrolisada, produto comum no leite de vaca e que pode fazer parte de algumas vacinas. A coordenadora do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Carla Domingues, alerta que as crianças com alergia ao leite de vaca vão ser imunizadas contra o sarampo posteriormente .

SONORA: coordenadora do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde – Carla Domingues

"Elas não podem se vacinar com essa vacina neste momento, até que se tenha realmente, uma conclusão de que foi um dos componentes da vacina que ocasionou a alergia. Então, essas crianças serão agendadas e em momento posterior, que o Ministério da Saúde tiver outra vacina disponível, elas serão tomadas, essas doses da vacina."

REPÓRTER: Já a coordenadora substituta do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Ana Goretti Kalume, garante que a vacina contra o sarampo é segura. Segundo Ana Goretti, a recomendação para evitar essa imunização em crianças alérgicas ao leite de vaca é apenas uma medida preventiva.

SONORA: coordenadora substituta do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde – Ana Goretti Kalume

"Nós tivemos algumas reações: edema de pálpebra, coceira, ou seja, muito típico de uma reação de alergia, que tiveram que tomar medicação. Mas todas essas crianças estão muito bem agora. Todas tiveram alta e estão muito bem. Por precaução, nós solicitamos a suspensão da vacina somente naquelas crianças que tenham comprovadamente alergia ao leite de vaca."

REPÓRTER: Ainda de acordo com coordenadora substituta do Programa Nacional de Imunizações, Ana Goretti Kalume, a vacina contra o sarampo é segura porque passou por análise no Instituto de Qualidade em Saúde e já foi aplicada em mais de quatro milhões de crianças este ano. 

SONORA: coordenadora substituta do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde – Ana Goretti Kalume

"Essa vacina que está sendo dada nesta campanha, especificamente a vacina tríplice viral, para quem não tem alergia ao leite de vaca, não tem problema nenhum. A vacina é segura, está recomendada pela Organização Pan-Americana da Saúde e pela Organização Mundial da Saúde, e distribuída e aplicada em todos os países da América e da África. Eu apelo para que os pais continuem a levar seus filhos para tomar a tríplice e a vacina contra a poliomielite."

REPÓRTER: A Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo e a poliomielite segue até o dia 28 de novembro em todo o Brasil. Para saber mais, acesse: www.saude.gov.br

Reportagem, Diane Lourenço

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.