PETROBRAS: Valor desviado da estatal pode ser ainda maior, acredita especialista em corrupção

Presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, pede desculpas pela roubalheira e se diz envergonhado com a corrupção na empresa

Salvar imagem

REPÓRTER: O prejuízo da Petrobras causado pela corrupção denunciada pela Polícia Federal, durante a operação “Lava Jato”, e revelado nesta quarta-feira, no balanço financeiro auditado de 2014 da estatal, foi de quase seis bilhões e 200 milhões de Reais. Com o valor, daria para construir três estádios de futebol padrão FIFA, como o Nacional de Brasília, por exemplo. Para o especialista em Corrupção no Serviço Público e professor de Administração Pública, da Universidade de Brasília, José Matias Pereira, a quantia ainda não reflete o verdadeiro rombo nos cofres da empresa. Ele acredita que o valor tirado da empresa pelos corruptos pode ser ainda maior.
 
SONORA: José Matias Pereira, professor de Administração Pública da UnB
 
“Esse balanço da Petrobras é um primeiro passo para desvendar todas essas sanhas criminosas que se abateu dentro da empresa. E até é importante que as pessoas entendam que esse número pode não espelhar ainda a realidade. Ele pode ser inclusive um número maior.”
 
REPÓRTER: O especialista José Matias Pereira ressalta ainda que o assalto aos cofres da Petrobras é um exemplo de corrupção institucionalizada. Ou seja, quando os políticos roubam as instituições públicas com objetivo de fortalecer os cofres dos partidos para permanecerem no poder. Ele explica que, a prática criminosa pode enfraquecer a Democracia no país.  
 
SONORA: José Matias Pereira, professor de Administração Pública da UnB
 
“Quando você usa o aparelho do Estado e você indica as pessoas com esse objetivo, de construir um projeto de poder, de buscar recursos para financiar campanhas políticas para permanecer no poder, então isso, vai inclusive enfraquecendo a Democracia e as instituições. Porque você destruir uma empresa do tamanho da Petrobras é algo imaginável.”
 
REPÓRTER: De acordo como balanço financeiro, o dinheiro roubado pelos corruptos, somado com os prejuízos em ativos, revela que a Petrobras perdeu cerca de 50 bilhões e meio de Reais. Apenas no ano passado, a empresa teve prejuízo de mais de 21 bilhões e meio. Durante a divulgação do balanço, o presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, pediu desculpas aos brasileiros e disse que está envergonhado pela corrupção que tomou conta da estatal.
 
SONORA: Aldemir Bendine, presidente da Petrobras
 
“Eu faço um pedido de desculpas em nome dos empregados da Petrobras porque hoje eu sou um deles. A gente está com um sentimento, digamos, até de vergonha por tudo isso que a gente vivenciou, por esses malfeitos que ocorreram e, hoje, a gente ainda não tem uma clarividência muito clara se de dentro para fora, de fora para dentro, isso eu acho que as autoridades vão mostrar isso mais claramente. Mas o que eu queria reafirmar para a sociedade brasileira é que continue acreditando nessa empresa que é orgulho nacional.”
 
REPÓRTER: A presidente Dilma Rousseff não se pronunciou sobre o balanço financeiro da Petrobras. Em nota, o Palácio do Planalto afirmou que a divulgação do balanço reflete a superação da empresa e que a Petrobras tem todas as condições de retomar os seus projetos. Nesta quinta-feira, as ações da Petrobras na Bolsa de Valores de São Paulo chegou a cair oito por cento, em função do balanço divulgado no dia anterior. 

Reportagem, Cristiano Carlos 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.