PARAGOMINAS (PA): Homem tenta provar na Justiça que está vivo

 

REPÓRTER: João Bezerra da Silva procurou a justiça depois de descobrir que não tinha direito de receber a aposentadoria pelo Instituto Nacional do Seguro Social, INSS, porque estava oficialmente morto. 

SalvarSalvar imagem

 
REPÓRTER: João Bezerra da Silva procurou a justiça depois de descobrir que não tinha direito de receber a aposentadoria pelo Instituto Nacional do Seguro Social, INSS, porque estava oficialmente morto. O caso ocorreu depois que a Maria Regina, ex- esposa de João apresentou uma certidão de óbito no INSS para receber a pensão por morte. De forma ilegal e fraudulenta a ex-mulher recebeu a pensão durante 26 anos. João procurou a Defensoria Pública no município de Paragominas para anular a certidão de óbito, provar que ele está vivo e assim poder receber sua aposentadoria. O coordenador do Núcleo em Paragominas, defensor Diogo Eluan afirmou que o caso é inusitado, porque perante a lei João está declarado morto há quase 30 anos, mas garantiu que a justiça vai regularizar a situação.
 
Com informações da Defensoria Pública do Pará, reportagem Marcela Coelho

 

 

Receba nossos conteúdos em primeira mão.