PALMAS (TO): Grávidas vão ter nova Caderneta da Gestante com dicas de prevenção ao Aedes

Salvar imagem

REPÓRTER: As grávidas de Palmas, inscritas no Sistema Único de Saúde, o SUS, vão passar a receber a nova Caderneta da Gestante, lançada pelo Ministério da Saúde. O documento é utilizado para registrar consultas, exames e vacinas no período de gestação das mulheres. A nova Caderneta da Gestante traz informações importantes sobre prevenção contra as doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, como o Zika vírus. Em todo estado do Tocantins, mais de 26 mil cadernetas vão ser entregues. No documento vai ser possível, tanto a mulher quanto o parceiro, fazer anotações como cuidados importantes durante a gestação, sinais de trabalho de parto, cuidados com recém-nascido e amamentação. A caderneta vai estar disponível em todos os serviços de saúde do município que realizam pré-natal pelo SUS. A coordenadora Geral de Saúde das Mulheres do Ministério da Saúde, Maria Esther Vilela, explica que a nova Caderneta da Gestante vai possibilitar os profissionais em saúde a acompanhar o período de gestação em detalhes.
 
SONORA: coordenadora Geral de Saúde das Mulheres do Ministério da Saúde, Maria Esther Vilela
 
“São informações sobre o Aedes aegypti e a infecção pelo o vírus Zika. tanto a para as mulheres quanto a parte dos profissionais, onde tem um cartão também de acompanhamento da gestação, existe ali um campo especifico para que o profissional se a mulher teve ou está com aquelas manchas vermelhas, identificando uma possível infecção pelo vírus Zika.”
 
REPÓRTER: Em Palmas, Aureny um, dois e três estão sofrendo com a infestação do Aedes. Mais de 600 agentes de saúde e endemias percorrem as ruas do município para combater o mosquito. Mas, é preciso que a população coopere e tome cuidados diários, como pede a Diretora de Vigilância em Saúde de Palmas, Silvana Teixeira.
 
SONORA: Diretora de Vigilância em Saúde – Silvana Teixeira
 
“Mas outro aspecto fundamental é que a população não jogue lixo nas áreas  públicas nem em lotes baldios, porque nós ainda estamos encontrando em toda a circulação da cidade as pessoas que desprezam tanquinhos, malas, que são lixos maiores, que o indivíduo não coloca em um saco de lixo, para que o serviço de limpeza urbana recolha e acaba jogando nos terrenos baldios. Isso pode virar um criadouro e o problema vira um ciclo que não conseguiremos vencer
 
 
 
 
REPÓRTER: Cerca de três milhões e duzentas mil novas Cadernetas da Gestante estão sendo impressas e distribuídas em todo o país. De acordo com o Ministério da Saúde, o investimento é de três milhões e 700 mil Reais. Saiba mais na internet, no site combateaedes.saude.gov.br
 
Reportagem, Raphael Costa

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.