IVAIPORÃ (PR): Boatos afastam meninas entre 11 e 13 anos da vacinação contra HPV, no município

Apenas 2% das meninas entre 11 e 13 anos tomaram segunda dose da vacina contra HPV, em Ivaiporã. Município ainda tem que imunizar 73% do público alvo 

Salvar imagem

REPÓRTER: Boatos propagados na mídia sobre as reações adversas na vacinação contra o vírus HPV assustaram os pais de Ivaiporã. Mesmo com o esclarecimento dos agentes de saúde, que os efeitos não estavam relacionados à imunização, a segunda dose da vacina contra o papiloma vírus está baixa na cidade. Segundo o ministério da Saúde, somente dois por cento das jovens, de 11 a 13 anos, do município de 32 mil habitantes, tomaram a vacina. A imunização garante a prevenção contra o câncer do colo de útero, terceiro tipo que mais mata mulheres no Brasil, segundo o Instituto Nacional do Câncer. A enfermeira responsável pela imunização no município, de Ivaiporã, Lidiane Viesba, reforça a importância da vacina para a proteção contra o papiloma vírus.
 
SONORA: Lidiane Viesba, responsável pela imunização no município de Ivaiporã
 
“A importância de todas as meninas da idade é tomarem a vacina para prevenir o HPV, que tem um grande índice de causa do câncer de colo de útero. Essa vacina tem vários subtipos dos vírus HPV, para estar prevenindo. Então, é muito importante que a menina nessa idade esteja procurando a unidade básica de saúde para tomar a vacina para que evite a existência, o aparecimento do HPV”.
 
REPÓRTER: Segundo o Instituto Nacional do Câncer, devem surgir no estado do Paraná, cerca de mil novos casos de câncer do colo de útero, neste ano. As jovens que quiserem se prevenir da doença, devem comparecer a uma unidade de saúde levando carteira de vacinação ou documento de identidade. Não é necessária autorização dos pais para tomar a segunda dose. O coordenador de Imunização do estado, do Paraná, João Luís Crivellaro, garante a eficácia da imunização e, faz um convite as jovens de 11 a 13 anos para tomarem a vacina contra o HPV.
 
SONORA: coordenador de imunização do estado do Paraná, João Luís Crivellaro
 
“É uma vacina que dá uma eficácia muito boa. Eficiência imuno-biológica excelente e a gente está convocando todas as meninas de 11, 12 e 13 anos para que possa estar tomando a vacinação com três doses. Sendo a primeira dose a partir de hoje. A segunda dose, agenda para seis meses e, a terceira dose cinco anos após a primeira dose ”. 
 
REPÓRTER: A vacina contra o vírus HPV pode ser encontrada em Ivaiporã, em uma das 38 unidades de saúde, que fazem a vacinação. Segundo o ministério da Saúde, a vacina é segura, gratuita e previne o câncer do colo de útero. O atendimento é feito de oito às 11 da manhã e, de uma às cinco da tarde.

Reportagem, Pedro Paulo Borges

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.