INDICADORES: Milho segue valorizado, mas altas se enfraquecem

INDICADORES: Milho segue valorizado, mas altas se enfraquecem

Salvar imagem

Tempo de áudio: 1min18seg

REPÓRTER: Os preços do milho seguem em alta, mas o ritmo nos portos diminuiu, causando sinais de certa estabilidade dos valores. As quedas das cotações externas e o recuo do dólar frente ao real na semana passada também pesaram para o enfraquecimento das altas dos indicadores. Segundo pesquisadores do Cepea, a formação dos preços é influenciada ainda pelas perspectivas sobre a próxima safra. As chuvas voltaram na maioria das regiões produtoras de milho de verão reduzindo um pouco as preocupações quanto a falta de água e ao desenvolvimento das lavouras. Além disso, os estoques atuais ainda são recordes e somente um forte incremento nas exportações pode alterar esse cenário. O Indicador ESALQ/BM&F Bovespa, referente à região de Campinas, em São Paulo, fechou a 28 reais e 43 centavos, a saca de 60 quilos na noite desta terça-feira. Na parcial do mês de novembro, até o dia 24, a alta é de quase 10 por cento. As informações são do Cepea.

Reportagem, Aline Reis

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.