Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

Regras de Uso

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o radialista realize o login no site da Agência do Rádio - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 Mais não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Gabigol foi expulso antes do Flamengo levar gol do Peñarol / Foto: reprodução Flamengo

Flamengo perde no fim e Galo vence no sufoco na Libertadores

Cruzeiro encaminha classificação no torneio continental, enquanto Inter empata em casa com River


A noite de futebol desta quarta-feira (3) teve altos e baixos para os times brasileiros. Pela Libertadores, o Flamengo jogou mal contra o Peñarol, no Maracanã, e acabou derrotado no fim. O único destaque positivo para o Rubro-Negro foi o recorde de público: quase 67 mil torcedores acompanharam o jogo no Rio de Janeiro.

O Atlético Mineiro recebeu o time venezuelano do Zamora no Mineirão e teve de suar a camisa para ganhar o jogo. Aos 16 minutos do primeiro tempo, Gallardo cabeceou forte e abriu o placar. Ainda na primeira etapa, o Zamora aproveitou um vacilo da zaga atleticana na linha de impedimento e ampliou com o atacante Paiva, aos 43 minutos.

No segundo tempo, a reação. O menino maluquinho Luan, aos cinco minutos, correu para evitar uma saída da bola na linha de fundo e cruzou para Maicon Bolt diminuir para o Galo. Aos 26 minutos, veio o empate. Após chute de Ricardo Oliveira, a bola desviou no meia Vinícius e parou no fundo das redes. De pênalti, o lateral-esquerdo Fábio Santos virou o placar para o Galo no Mineirão. A vitória deu um respiro para o time mineiro, que está no terceiro lugar do grupo E da Libertadores, com três pontos.

Já o Internacional, empatou contra o atual campeão River Plate, e não teve jogo fácil. Nico López abriu o placar aos 17 minutos do primeiro tempo. Aos 30, Edenílson recebeu de Rodrigo Dourado, saiu em disparada e ampliou. O River diminuiu em cobrança de pênalti de Lucas Pratto, ainda na etapa inicial. No segundo tempo, o time argentino deixou tudo igual em cobrança de falta de De La Cruz. Com o resultado, o Inter segue na liderança do Grupo A com sete pontos, e o River Plate em terceiro com três.  

Se a vitória atleticana foi sofrida, a vitória fora de casa do Cruzeiro por 1 a 0 em cima do Emelec deixou o time confortável com nove pontos na liderança do grupo B da Liberta. Em Guayaquil, no Equador, Rodriguinho fez um golaço e deu a vitória para a Raposa.

Também teve bola rolando pela Copa do Brasil. O Corinthians perdeu para o Ceará por 1 a 0 no jogo de volta, gol de Roger. Como venceu a partida de ida, no Castelão, por 3 a 1, o time paulista avançou de fase.

No Mato Grosso, o Fluminense fez um jogo sem emoção diante do Luverdense. Mesmo com a troca de passes marcante do técnico Fernando Diniz, o tricolor carioca não assustou o adversário, com Ganso discreto em campo. O Luverdense, por sua vez, só parou nas defesas de Rodolfo. A partida foi válida pela terceira fase, e será decidida na próxima terça-feira, no Maracanã.
 

Continue Lendo





Receba nossos conteúdos em primeira mão.

A noite de futebol desta quarta-feira (3) teve altos e baixos para os times brasileiros. Pela Libertadores, o Flamengo jogou mal contra o Peñarol, no Maracanã, e acabou derrotado no fim. O único destaque positivo para o Rubro-Negro foi o recorde de público: quase 67 mil torcedores acompanharam o jogo no Rio de Janeiro.

O Atlético Mineiro recebeu o time venezuelano do Zamora no Mineirão e teve de suar a camisa para ganhar o jogo. Aos 16 minutos do primeiro tempo, Gallardo cabeceou forte e abriu o placar. Ainda na primeira etapa, o Zamora aproveitou um vacilo da zaga atleticana na linha de impedimento e ampliou com o atacante Paiva, aos 43 minutos.

No segundo tempo, a reação. O menino maluquinho Luan, aos cinco minutos, correu para evitar uma saída da bola na linha de fundo e cruzou para Maicon Bolt diminuir para o Galo. Aos 26 minutos, veio o empate. Após chute de Ricardo Oliveira, a bola desviou no meia Vinícius e parou no fundo das redes. De pênalti, o lateral-esquerdo Fábio Santos virou o placar para o Galo no Mineirão. A vitória deu um respiro para o time mineiro, que está no terceiro lugar do grupo E da Libertadores, com três pontos.

Já o Internacional, empatou contra o atual campeão River Plate, e não teve jogo fácil. Nico López abriu o placar aos 17 minutos do primeiro tempo. Aos 30, Edenílson recebeu de Rodrigo Dourado, saiu em disparada e ampliou. O River diminuiu em cobrança de pênalti de Lucas Pratto, ainda na etapa inicial. No segundo tempo, o time argentino deixou tudo igual em cobrança de falta de De La Cruz. Com o resultado, o Inter segue na liderança do Grupo A com sete pontos, e o River Plate em terceiro com três.  

Se a vitória atleticana foi sofrida, a vitória fora de casa do Cruzeiro por 1 a 0 em cima do Emelec deixou o time confortável com nove pontos na liderança do grupo B da Liberta. Em Guayaquil, no Equador, Rodriguinho fez um golaço e deu a vitória para a Raposa.

Também teve bola rolando pela Copa do Brasil. O Corinthians perdeu para o Ceará por 1 a 0 no jogo de volta, gol de Roger. Como venceu a partida de ida, no Castelão, por 3 a 1, o time paulista avançou de fase.

No Mato Grosso, o Fluminense fez um jogo sem emoção diante do Luverdense. Mesmo com a troca de passes marcante do técnico Fernando Diniz, o tricolor carioca não assustou o adversário, com Ganso discreto em campo. O Luverdense, por sua vez, só parou nas defesas de Rodolfo. A partida foi válida pela terceira fase, e será decidida na próxima terça-feira, no Maracanã.

Reportagem, Pedro Marra