FEBRE AMARELA: Saiba mais sobre a doença que pode ser evitada pela vacinação

Salvar imagem

REPORTER: A febre amarela é uma doença infecciosa transmitida por um mosquito portador do vírus conhecido como artrópodes. Os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantinsconcentram o maior número de casos de contaminação. De acordo com o Ministério da Saúde, a febre amarela ocorre com maior frequência durante o período das chuvas nesses estados, que começa em  dezembro e segue até abril. Durante este período, há um aumento das populações dos mosquitos transmissores, favorecendo a circulação do vírus. Para evitar o contágio pela febre amarela, o diretor de Vigilância das Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch, explica que a população precisa ficar atenta ao prazo de vacinação.
 
SONORA: diretor de Vigilância das Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde - Cláudio Maierovitch
 
Alguém que vai para uma região, onde existe a transmissão da febre amarela, seja a trabalho, seja em turismo ecológico, e nunca tomou a vacina, deve tomar a vacina pelo menos dez dias antes. A vacina atualmente é oferecida no Brasil inteiro e é uma vacina muito eficaz e a recomendação é para que nas cidades dessas regiões, as crianças sejam vacinadas, devendo receber uma dose a partir dos nove meses de idade e um reforço a partir dos quatro anos de idade. No caso da pessoa já ter tomado uma dose da vacina e essa dose ter sito tomada há mais de dez anos, ela deve tomar um reforço e esse reforço já é capaz de produzir a proteção imediatamente." 
 
REPÓRTER: A vacina é a principal forma de prevenção contra a febre amarela e é oferecida pelo SUS, gratuitamente, em todo o país. Quem sentir febre, calafrios, dor de cabeça intensa, dores nas costas, dores no corpo em geral, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza deve procurar imediatamente uma Unidade Básica de Saúde mais próxima de casa. Para saber mais, acesse a página do Ministério da Saúde. O endereço é www.saude.gov.br/svs
 
Reportagem, Victor Maciel

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.