Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

Regras de Uso

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o radialista realize o login no site da Agência do Rádio - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 Mais não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Foto: Wenderson Araujo/Trilux

BOLETIM AGRO: Bovinos de SP serão vacinados durante todo o mês de maio

Safrinha de milho tem boas expectativas após colheitas


Olá, meu nome é Raphael Costa e este é mais um Boletim Agro, um resumo das principais notícias do agronegócio

Durante este mês de maio os bovinos do estado de São Paulo serão vacinados contra a febre aftosa. Os produtores que não vacinarem, ou deixarem de comunicar a vacinação as autoridades receberá multas. Além disso, houve mudanças na dosagem a que deve ser aplicada nos animais. Quem vai nos dar mais detalhes sobre esse assunto é a jornalista Carla Mendes, do Notícias Agrícolas. Bem-vinda, Carla

“É Raphael, o estado de São Paulo não registra focos da doença desde março de 1996. Ainda é importante que os bovídeos, que são os bovinos e os bubalinos continuam a ser vacinados. Essa primeira etapa da campanha de vacinação começa agora no dia 1 a 31 de maio com animais de todas as idades. Um dos principais objetivos é manter esse controle, a manutenção dele, que resulta no não registro de focos da doença. Outro alerta é importante, a vacina contra a febre aftosa teve a dose reduzida de 5ml para 2ml nesta primeira etapa da campanha. O principal motivo desta mudança é, reduzir o volume de óleo mineral que vinha dando alergias nos animais. ”

Cerca de 13% do milho safrinha se encontra em fase de maturação. A informação é da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Paraná. Além disso, 46% do volume plantado está na fase de frutificação. Quais as expectativas para essa produção paranaense, Carla?

“Não só para a safra paranaense, mas para toda a safrinha de milho do Brasil, as expectativas são muito positivas, uma vez que as condições de clima são extremamente favoráveis. Então esses índices que mostram o desenvolvimento vegetativo da safrinha são bastante interessantes. Também temos 30% em floração e 11% no estado vegetativo. 93% das lavouras do Paraná estão em boas ou excelentes condições e 7% em condições médias. ”

Perfeito, Carla. Obrigado pelas informações, até a próxima.

“Eu que agradeço, até a próxima. Aos ouvintes que quiserem saber mais, acessem noticiasagricolas.com.br.”

Esse foi mais um Boletim Agro, muito obrigado a todos.
 

Continue Lendo





Receba nossos conteúdos em primeira mão.

Olá, meu nome é Raphael Costa e este é mais um Boletim Agro, um resumo das principais notícias do agronegócio.

Durante este mês de maio os bovinos do estado de São Paulo serão vacinados contra a febre aftosa. Os produtores que não vacinarem, ou deixarem de comunicar a vacinação as autoridades receberá multas. Além disso, houve mudanças na dosagem a que deve ser aplicada nos animais. Quem vai nos dar mais detalhes sobre esse assunto é a jornalista Carla Mendes, do Notícias Agrícolas. Bem-vinda, Carla
 

“É Raphael, o estado de São Paulo não registra focos da doença desde março de 1996. Ainda é importante que os bovídeos, que são os bovinos e os bubalinos continuam a ser vacinados. Essa primeira etapa da campanha de vacinação começa agora no dia 1 a 31 de maio com animais de todas as idades. Um dos principais objetivos é manter esse controle, a manutenção dele, que resulta no não registro de focos da doença. Outro alerta é importante, a vacina contra a febre aftosa teve a dose reduzida de 5ml para 2ml nesta primeira etapa da campanha. O principal motivo desta mudança é, reduzir o volume de óleo mineral que vinha dando alergias nos animais. ”

Cerca de 13% do milho safrinha se encontra em fase de maturação. A informação é da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Paraná. Além disso, 46% do volume plantado está na fase de frutificação. Quais as expectativas para essa produção paranaense, Carla?

“Não só para a safra paranaense, mas para toda a safrinha de milho do Brasil, as expectativas são muito positivas, uma vez que as condições de clima são extremamente favoráveis. Então esses índices que mostram o desenvolvimento vegetativo da safrinha são bastante interessantes. Também temos 30% em floração e 11% no estado vegetativo. 93% das lavouras do Paraná estão em boas ou excelentes condições e 7% em condições médias. ”

Perfeito, Carla. Obrigado pelas informações, até a próxima.

“Eu que agradeço, até a próxima. Aos ouvintes que quiserem saber mais, acessem noticiasagricolas.com.br.”

Esse foi mais um Boletim Agro, muito obrigado a todos.