BELÉM (PA): Projeto vai à escola combater violência

O projeto pretende ajudar pais e educadores a fazerem a identificação dos sinais de violência em crianças e adolescentes, para que sejam tomadas as medidas legais necessárias.

SalvarSalvar imagem


REPÓRTER: No último dia 27 de novembro, o Projeto "Minha Escola, Meu Refúgio", desenvolvido pela Vara de Crimes contra Crianças e Adolescentes da capital, realizou a última atividade do ano na Escola Municipal Benvinda de França Messias, no bairro de São Brás, em Belém. O objetivo da ação foi promover a proteção integral à criança e ao adolescente e o respeito à dignidade da pessoa humana. O juiz Augusto César da Luz Cavalcante, a psicóloga Mayra Lopes e a assistente Social Verônica Pinto Marques, que atuam na Vara, apresentaram o projeto  a educadores, funcionários da escola, representantes da comunidade e da família dos alunos. A finalidade do “Minha Escola, Meu Refúgio” é o fortalecimento da rede de proteção de crianças e adolescentes. Alguns dos objetivos estratégicos do projeto são de fomentar a interação e a troca de experiências entre as diversas comarcas do Estado e com outros Tribunais e promover a proteção integral à criança e ao adolescente e o respeito à dignidade da pessoa humana. Está prevista a criação de um Fórum permanente de debates, incluindo representantes das Secretarias de Educação municipal e Estadual, além de representantes indicados pelas escolas participantes do projeto. A intenção é ampliar a parceria com os Agentes de Saúde dos Postos do Programa Família Saudável, localizados nas comunidades. O projeto pretende ajudar pais e educadores a fazerem a identificação dos sinais de violência em crianças e adolescentes, para que sejam tomadas as medidas legais necessárias.
 

Com informações da coordenadoria de imprensa do TJPA, reportagem, Storni Jr

Receba nossos conteúdos em primeira mão.