Foto: Arquivo/Agência Brasil
Foto: Arquivo/Agência Brasil

Empresa poderá abater R$ 192 mil em impostos para adquirir equipamentos de irrigação

O Reidi Irrigação é um instrumento destinado a investimentos privados em infraestrutura de irrigação, com o objetivo de aumentar a área irrigada em todo o País


O Ministério do Desenvolvimento Regional, o MDR, aprovou o enquadramento do Projeto de Irrigação da Usina Santa Adélia, de São Paulo, no Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento da Infraestrutura, o Reidi. A projeção é que a empresa obtenha até R$ 192 mil em incentivos fiscais para investimentos em infraestrutura de irrigação.

O Reidi Irrigação é um instrumento destinado a investimentos privados em infraestrutura de irrigação, com o objetivo de aumentar a área irrigada em todo o País. Esse regime especial suspende a incidência de PIS/Pasep e Cofins, reduzindo em mais de 9% os custos para a execução do projeto. 

A proposta da Usina Santa Adélia está orçada em 2 milhões de reais e prevê a instalação de pivô central na cultura de cana-de-açúcar, entre outras ações. 

Pryscilla Bezerra, coordenadora-geral de Agricultura Irrigada do MDR, destaca os benefícios da utilização dos incentivos fiscais. 

"Isso, com certeza, vai dinamizar mais esses impostos e também vai incentivar cada vez mais a agricultura irrigada para que tenhamos cada vez mais projetos de grande vulto, que podem ser incrementados".

Somente neste ano, foram aprovadas a desoneração de iniciativas de irrigação que estimam investimentos de 18,3 milhões de reais. 

Para saber mais sobre ações do Ministério do Desenvolvimento Regional em irrigação, acesse mdr.gov.br.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC: O Ministério do Desenvolvimento Regional, o MDR, aprovou o enquadramento do Projeto de Irrigação da Usina Santa Adélia, de São Paulo, no Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento da Infraestrutura, o Reidi. A projeção é que a empresa obtenha até 192 mil reais em incentivos fiscais para investimentos em infraestrutura de irrigação.

O Reidi Irrigação é um instrumento destinado a investimentos privados em infraestrutura de irrigação, com o objetivo de aumentar a área irrigada em todo o País. Esse regime especial suspende a incidência de PIS/Pasep e Cofins, reduzindo em mais de 9% os custos para a execução do projeto. 

A proposta da Usina Santa Adélia está orçada em 2 milhões de reais e prevê a instalação de pivô central na cultura de cana-de-açúcar, entre outras ações. 

Pryscilla Bezerra, coordenadora-geral de Agricultura Irrigada do MDR, destaca os benefícios da utilização dos incentivos fiscais. 

TEC/SONORA: coordenadora, Pryscilla Bezerra

"Isso, com certeza, vai dinamizar mais esses impostos e também vai incentivar cada vez mais a agricultura irrigada para que tenhamos cada vez mais projetos de grande vulto, que podem ser incrementados".

LOC: Somente neste ano, foram aprovadas a desoneração de iniciativas de irrigação que estimam investimentos de 18,3 milhões de reais. 

Para saber mais sobre ações do Ministério do Desenvolvimento Regional em irrigação, acesse mdr.gov.br.