TRABALHO: Semana da Conciliação movimenta Pará e Amapá

Pessoas com possuem ações trabalhistas na justiça têm a chance de conversar, negociar e chegar a um acordo justo e bom para todos. A Semana Nacional da Conciliação Trabalhista teve início no último dia 16, em Belém, no Tribunal Regional do Trabalho da 8° Região que abrange Pará e Amapá.

SalvarSalvar imagem

Tempo de áudio –
 
LOC/REPÓRTER: Acordo. Essa palavrinha é uma das mais desejada pelo Judiciário, não somente durante a “Semana Nacional de Conciliação Trabalhista”, mas o ano inteiro, afinal, para conciliar não precisa ter uma data especial, basta o bom senso de ambas as partes. Foi o que ocorreu com o Carlos Aberto que conseguiu chegar a um bom acordo com a empresa que trabalhou durante dez anos.
 
TEC/SONORA: Carlos Alberto
 
Acredito que a gente ganha tempo e ainda assim a própria relação com as empresas não tem motivo de ficar arranhada de forma alguma, mantém uma relação saudável.”
 
LOC/REPÓRTER: Pessoas com possuem ações trabalhistas na justiça têm a chance de conversar, negociar e chegar a um acordo justo e bom para todos. A Semana Nacional da Conciliação Trabalhista teve início no último dia 16, em Belém, no Tribunal Regional do Trabalho da 8° Região que abrange Pará e Amapá. Até o próximo dia 20, sexta-feira, serão analisados quase 350 processos.  O importante é que todos poderão negociar como ressalta uma das coordenadoras da “Semana Nacional da Conciliação Trabalhista”, juíza Paula Soares.
 
TEC/SONORA: Juíza Paula Soares.
 
“O importante é que nós podemos conciliar, nós podemos reconciliar, nós podemos parcelar a dívida. A dívida não se paga só com dinheiro, de repente o ex-empregado está interessado numa televisão, numa geladeira, num aparelho de som, no computador, a gente também faz acordo com os bens móveis e até com imóveis. Nós estamos aqui inteiramente a disposição de toda a comunidade para tentar resolver o processo pela conciliação, que é o melhor caminho.”
 
LOC/REPÓRTER: Durante a Semana Nacional da Conciliação Trabalhista, as 17 Varas do Trabalho de Belém estão empenhadas em resolver entre 15 a 20 processos já agendados, como destaca a juíza Paula Soares.
 
TEC/SONORA: Juíza Paula Soares.
 
“Nós temos nas 17 Varas de Belém, cada Vara tem de 15 a 20 processos agendados, processos que ainda não foram sentenciados e processos já sentenciados, tanto um, quanto o outro, podem ser objeto de conciliação e com possibilidade de agendar mais outros processos para atender a comunidade.”
 
LOC/REPÓRTER: O Tribunal Regional 8° Região vai encerrar a Semana Nacional da Conciliação Trabalhista com um leilão de bens penhorados, como explica a juíza Paula Soares.
 
TEC/SONORA: Juíza Paula Soares.
 
“Na sexta – feira, nós teremos um leilão aqui no Tribunal, a partir de nove horas, são bens que estão em bom estado, não são bens novos, são seminovos e que toda comunidade pode participar e nós esperamos contar com a ajuda da comunidade pra que possam comprar, podemos vender até parceladamente, são bens com valor abaixo de mercado para que possamos dar uma solução para nossos processos.”
 
LOC/REPÓRTER: Quem desejar participar do leilão que ocorrerá dia 20, encerrando a programação da “Semana Nacional da Conciliação Trabalhista”, basta realizar, no dia do evento, um cadastro no Tribunal Regional do Trabalho da 8° Região. O leilão terá início a partir de nove horas da manhã.  Outras informações pelo número 4008-7000.
 
Reportagem, Storni Jr.

 

Receba nossos conteúdos em primeira mão.