SAÚDE: 75% das escolas brasileiras participaram de semana de combate ao Aedes

Salvar imagem

REPÓRTER: Cerca de 75% das escolas brasileiras participaram da semana de mobilização e combate ao mosquito Aedes aegypti, organizada pelo ministério da Educação, entre os dias 4 e 9 de abril. As instituições, públicas e particulares, realizaram atividades como palestras, gincanas e peças de teatro, como forma de chamar a atenção de pais e alunos sobre a importância do combate ao mosquito, que transmite doenças como a dengue, o chikungunya e o vírus Zika. Dos 223 municípios considerados prioritários, pelo ministério da Saúde, por conta dos focos do mosquito e da alta incidência de doenças associadas a ele, 192 participaram das atividades da semana de mobilização. Para o secretário de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão do MEC, Paulo Nacif, as ações realizadas nas escolas, são essenciais para conscientizar famílias sobre a importância de combater o mosquito

SONORA
: Paulo Nacif, secretário de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão do MEC
“Não há dúvidas de que a única vacina possível ainda hoje contra as consequências do Aedes aegypti é a mobilização e a eliminação dos focos. Então, a gente está criando uma nova consciência cidadã, um novo patamar civilizatório na relação com o lixo, na relação com a própria casa. Então, eu acho que só com a educação, nós venceremos essa batalha.”
REPÓRTER: Durante a semana de mobilização, o MEC, visitou as ações em 20 municípios considerados prioritários, em diferentes regiões do país. Para o secretário Paulo Nacif, a mobilização tem gerado resultados positivos. De acordo com ele, as escolas continuam mobilizadas em torno do assunto e outras atividades devem ser realizadas ao longo do ano.
 
SONORA: “Nós estamos com representantes de universidades e do Ministério da Educação em cerca de 200 municípios, né. E todos com uma grande mobilização. É uma campanha maciça, nós podemos afirmar que os pequenos municípios aderiram de forma impressionante a esse processo, o que dá capilaridade e nos faz chegar a todo o território brasileiro.”
 
REPÓRTER: Além do MEC, a semana de mobilização e combate ao mosquito Aedes aegypti nas escolas, contou com a parceria do Ministério da Saúde, da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação, do Conselho Nacional de Secretários de Educação e do Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras.

 

Reportagem, João Paulo Machado

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.