SÃO PAULO: Número de fumantes passivos cai 52% em oito anos

Salvar imagem

 

REPÓRTER: Em oito anos, o número de fumantes passivos, aqueles que inalam a fumaça por conviverem com quem fuma, reduziu 52% na cidade de São Paulo. Foi o que apontou a última edição da pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel). Com o passar dos anos, os adolescentes têm experimentado cada vez menos o tabaco e o consumo de cigarros pela população em geral caiu 35%, segundo a pesquisa. Os dados foram divulgados na última terça-feira (29), pelo Ministério da Saúde, em comemoração ao Dia Nacional de Combate ao Fumo. A diretora do Instituto Nacional do Câncer, Ana Cristina Pereira, comenta este avanço no combate ao fumo.

 

SONORA: Ana Cristina Pereira, diretora do Instituto Nacional do Câncer.

 

“O INCA como centro nacional de referência detectou redução importante do câncer de pulmão em decorrência das políticas de controle do tabagismo. Já avançamos muito. O Brasil é um dos modelos em termos de sucesso do controle do tabagismo em política pública”.

 

REPÓRTER: Combater o tabaco é fundamental para a saúde pública. Para se ter uma ideia, em 2015, o Ministério da Saúde registrou quase dezoito mil mortes, sendo o tabaco uma das principais causas. Neste mesmo ano, os prejuízos ao país chegaram a 57 bilhões de reais. Dinheiro gasto no tratamento de doentes e com a perda de produtividade. Aumentar ainda mais o preço dos cigarros é uma alternativa que está em debate, como explica o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

 

SONORA: Ricardo Barros, Ministro da Saúde.

“Isso se associa à necessidade de combate ao contrabando também, porque aumentando o preço, aumenta o contrabando. Então são ações que devem ser tomadas simultaneamente e faz parte da pauta do governo a discussão sobre aumento de preço dos cigarros. Mas, é uma decisão interministerial, não só do Ministério da Saúde. Isso tem seu tempo e está em andamento”.

 

REPÓRTER: Como parte da política de combate ao tabagismo, o SUS oferece tratamento gratuito para fumantes nas Unidades Básicas de Saúde. Outra ação recente é o lançamento do Portal Saúde Brasil, que tem como um dos pilares o auxílio para quem quer abandonar o vício do cigarro e derivados. Pra saber mais acesse www.saudebrasilportal.com.br.

 

Reportagem, Janary Damacena.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.