SANGUE: Quem fez tatuagem tem que esperar um ano para doar. Quem usa piercing não pode fazer doação

As pessoas que fizeram tatuagem precisam esperar um ano para doarem sangue. De acordo com o Ministério da Saúde, esse prazo é necessário porque a pessoa pode ter contraído algum vírus na hora de doar sangue, esse vírus será contraído por quem receber a doação. Para quem colocou piercing, a proibição é ainda maior.

Salvar imagem

Tempo de áudio –

REPÓRTER: As pessoas que fizeram tatuagem precisam esperar um ano para doarem sangue. De acordo com o Ministério da Saúde, esse prazo é necessário porque a pessoa pode ter contraído algum vírus na hora da tatuagem. Esse vírus será contraído por quem receber a doação. Para quem colocou piercing, a proibição é ainda maior. É o que explica o gerente de do ciclo do doador hemocentro de Brasília, Rodolfo Duarte.

SONORA: Gerente do ciclo do doador hemocentro de Brasília - Rodolfo Duarte

"A portaria pede 12 meses de inaptidão para o candidato que tiver feito uma tatuagem ou tenha colocado um piercing, desde que não seja um piercing em região de mucosa, seja ela, mucosa oral, mucosa genital. A partir da do momento da retirada dos piercings da região de mucosa, a pessoa teria que ficar 12 meses depois sem doar sangue, mas enquanto usar vai ficar indefinidamente inapto para doação. A gente mantém a regra geral, que é os 12 meses sem doar sangue, e a partir desse período a pessoa pode estar doando normalmente".

REPÓRTER: A servidora pública Gabriella Malta, de 23 anos, é doadora desde os 18 anos e sempre teve vontade de fazer uma tatuagem. Ela conta que depois que fez a tatuagem, teve que esperar o período correto para poder fazer a próxima doação de sangue.

SONORA: servidora pública – Gabriella Malta

"Eu tinha muita vontade de fazer uma tatuagem, segurei por muito tempo, e aí quando eu fiz, foi uma tortura ficar um ano sem poder doar. E quando eu fui fazer a segunda, eu esperei pelo menos o tempo de um ano certinho, para eu conseguir doar pelo menos mais uma vez e logo depois eu já fiz a outra tatuagem para ser a menor quantidade de tempo possível. E agora eu já estou contato os meses para completar um ano dessa outra que eu fiz para poder voltar a doar regularmente".

REPÓRTER: Segundo o Ministério da Saúde, quem quer doar sangue, mas tem tatuagem ou piercing deve ser sincero e falar a verdade, pois, do contrário, poderá prejudicar a saúde de quem receber a doação, em vez de ajudar. Para saber mais, acesse: www.saude.gov.br

Reportagem, Karina Chagas

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.