SALINÓPOLIS (PA): Apenas 12% das meninas entre 11 e 13 anos tomaram segunda dose da vacina contra HPV, no município

Meninas entre 11 e 13 anos, de Salinópolis, devem ir ao posto da Vila do Derrubadinho, para tomar a segunda dose da vacina contra HPV, que previne o câncer do colo do útero

Salvar imagem

REPÓRTER: Quase mil mulheres devem descobrir que estão com câncer do colo do útero, em todo estado do Pará, somente em 2015. As informações são do Instituto Nacional do Câncer. Aqui em Salinópolis, apenas 12 por cento das adolescentes, de 11 a 13 anos, estão protegidas contra a doença. O tratamento pode ser feito no posto de saúde do bairro, com três doses da vacina contra o HPV, vírus causador da doença. A enfermeira, Luana Noronha, coordenadora do projeto, Saúde na Escola, de Salinópolis, reforça a importância da vacina e, lembra que, o câncer no colo do útero tem atacado mulheres cada vez mais novas.
 
SONORA: Luana Noronha, coordenadora
 
"É uma vacina que, ela já está há muito tempo no mercado, ou seja, não tem nada constatado que aqueles eventos adversos sejam relacionados com a vacina. Pelo contrário, tem bastantes estudos que comprovam a eficácia dela contra a prevenção de uma doença que pode levar a um câncer. A maioria das mulheres acometidas pelo HPV está numa faixa etária de 20 a 30 anos.”
 
REPÓRTER: O ginecologista, Olímpio Ferreira de Almeida, do Instituto Nacional do Cancer, ressalta que, por falta de informação sobre o risco do HPV, muitas famílias estão proibindo que as filhas tomem a segunda dose da vacina. Ele deixa um recado para as adolescentes aqui de Salinópolis.
 
SONORA: Médico, Olímpio Ferreira de Almeida
 
“A vacina, ela não tem problema, não faz mal. Os efeitos que ela tem são mais de fundo emocional. Às vezes, tem pacientes que só o fato de aparecer sangue, ela desmaia. Esses efeitos que saem às vezes na imprensa, que poderiam ser associados à vacina, não existem. A vacina não dá efeitos colaterais. O máximo que ela dá é dor local ou alguma vermelhidão local. E isso aí, todas as vacinas podem produzir esses efeitos.”
 
REPÓRTER: Além da vacina contra o HPV, toda mulher em idade adulta deve realizar o exame preventivo, papanicolau. Desde o início de janeiro, meninas de 10 anos estão tomando a primeira dose da vacina contra o HPV. Os pais podem acompanhar as filhas até o posto da Vila do Derrubadinho, no Centro, de Salinópolis.

Reportagem, Rodrigo Santos

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.