RORAIMA: Ações de combate ao Aedes seguem no estado

Rorainópolis e Pacaraima estão entre os municípios mais afetados

Salvar imagem

REPORTER: O Brasil está mobilizado no combate ao Aedes aegypti. Agentes de saúde e várias outras instituições como as Forças Armadas, os Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil, além de outros profissionais especializados estão na guerra para combater a dengue a chikungunya e o Zika. E Roraima não é diferente.
A diretora da área de vigilância epidemiológica, Luciana Grisotto, informa que alguns municípios estão em situação mais crítica que outros, principalmente em Pacaraima e Rorainópolis. Uma das ações que é feita no estado é o treinamento de militares para apoiar os agentes de endemia, além da divulgação de informações nas escolas e para toda a população.
Distribuídos pelos 15 municípios do estado de Roraima, 160 agentes reforçados por componentes das Forças Armadas estão realizando visitas domiciliares com o intuito de combate ao mosquito Aedes Aegypti.
Pouco mais de 97 mil e 400 imóveis em 15 municípios de Roraima receberam a visita de agentes de saúde e de equipes militares para identificar focos do mosquito e orientar a população sobre as medidas de combate ao mosquito, os agentes estão contando com dez carros fumacês e 68 bombas costais. O estado de Roraima tem buscado estruturas para a melhoria nas condições de trabalho dos agentes para que mais criadouros dos mosquitos sejam destruídos.
De acordo com o Ministério da Saúde, 70 por cento da população do Aedes aegypti nasce dentro de casa. Por isso, a participação da população é fundamental. Saiba mais na internet, no endereço www.combateaedes.saude.gov.br.
 
Com a colaboração de Augusto Aguiar, reportagem, Raphael Costa

 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.