PORTO ALEGRE (RS): Unidade móvel realiza coleta regular de sangue na região metropolitana

Existem quatro pontos de coleta espalhados pela capital

SalvarSalvar imagem

LOC.: O município de Porto Alegre coleta, em média, 76.000 bolsas de sangue por ano. O número equivale a aproximadamente 6400 bolsas por mês, segundo dados do Hemocentro Coordenador. A unidade é responsável por abastecer 29 municípios da região metropolitana, que engloba cerca de 6 milhões de habitantes. Segundo a coordenadora do Hemocentro de Porto Alegre, Maristela Teixeira, a principal dificuldade enfrentada é a captação de doadores. Para atender a demanda da região, uma unidade móvel é responsável por coletar sangue regularmente nos municípios.


TEC./SONORA: Maristela Teixeira, coordenadora do Hemocentro Coordenador de Porto Alegre.
“Nós temos uma unidade móvel que atende essa região metropolitana, é uma unidade móvel de coleta. Então ela se desloca em todos esses municípios para fazer a coleta. A gente tem uma agenda já pré-estabelecida para todo o ano, essa unidade móvel se desloca com uma equipe do hemocentro nesses municípios para realizar a coleta. Nós coletamos, em média, em cada coleta dessas, 100 bolsas de sangue. Nós chegamos no município, passamos o dia todo, realizamos a coleta das bolsas, então isso também contribui bastante para a divulgação do trabalho do hemocentro.”

LOC.:
O corretor de imóveis Nésio Marçal, de 59 anos, é o recordista de doações no Hemocentro da capital gaúcha. Doador desde 1979, já são quase 200 visitas registradas. A primeira doação veio depois de assistir a uma chamada na televisão sobre a necessidade de sangue O negativo, seu tipo sanguíneo. Casado e pai de dois filhos, seu Nésio se desloca de Osório, município onde reside, até Porto Alegre para doar sangue. Da sua casa, no bairro Pitangas, até a capital são 100 quilômetros. As visitas ao hemocentro acontecem pelo menos três vezes por ano. O corretor de imóveis não é fumante, só bebe esporadicamente e faz exercícios regulares. Ele conta que o município onde mora tem uma peculiaridade sobre o grupo sanguíneo O negativo e que busca incentivar outros moradores a doarem sangue.

TEC./SONORA: Nésio Marçal, corretor de imóveis.
“Eu sou um doador, mas eu sou um incentivador, levo pessoas comigo. Já fiz várias vezes aqui no município, reuni pessoas, mais de 100 pessoas, e aí vem a unidade móvel lá do hemocentro para fazer coleta. Agora estamos organizando de novo mais uma a vinda da unidade móvel. Eu não sei por que, e ninguém também conseguiu explicar ainda, nós estamos no nordeste do Rio Grande do Sul e aqui está concentrado um grande número de doadores do sangue O negativo.”

LOC.: Faça como o seu Nésio, doe sangue regularmente e ajude a quem precisa. Podem doar sangue pessoas entre 16 e 69 anos em bom estado de saúde, pesando no mínimo 50 quilos. Na capital gaúcha, o Hemocentro Coordenador fica na Avenida Bento Gonçalves, no Partenon. A coleta é feita de segunda a sexta-feira, das oito da manhã às seis da tarde. O telefone para contato é para 3336-6755. Repetindo: 3336-6755. Para mais informações, acesse saude.gov.br/doesangue.

 

Receba nossos conteúdos em primeira mão.