PINDARÉ-MIRIM (MA): Microrregião sofre com armazenamento incorreto de água no combate ao mosquito

Salvar imagem

 
LOC: Os municípios de Pindaré-Mirim e Grajaú estão em estado de alerta para infestação do mosquito da Dengue, Chikungunya e Zika, de acordo com o Ministério da Saúde. Nas duas cidades, o abastecimento de água não é frequente e por isso os moradores precisam armazenar água para beber. Devido ao armazenado incorreto, esses reservatórios viram criadouros para o mosquito e acabam trazendo problema ao invés de solução. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Pindaré-Mirim, o centro da cidade, o Bairro da Palmeira e o Campo Agrícola são as três localidades com maior infestação do mosquito. Justamente neles quase todo dia falta água. O agente de endemias de Pindaré-Mirim, Gilberto Soares, fala da importância da participação dos moradores na luta contra o mosquito. 
 
TEC/SONORA: Gilberto Soares, agente de endemias de Pindaré-Mirim (MA)
 
“O bairro da Palmeira, a maioria das casas têm tanques, depósitos de água e o agente faz o tratamento, mas quando ele volta já tem larva outra vez. Aí que entra a participação da população, para não deixar. Lá a gente encontrava muito. Na Palmeira e do Campo Agrícola foi o (índice) mais alto que deu. Mas eu tenho certeza que o próximo índice vai dar mais baixo, porque a equipe de endemias está em peso lá, todos os dias, fazendo o seu trabalho.”
 
 
LOC: Em Pindaré-Mirim, 17 agentes comunitários visitam mais de 13 mil e 100 imóveis para combater o mosquito. A coordenadora municipal de vigilância em saúde, Daniela Cabral, conta o que é dito a quem precisa armazenar água em casa.
 
TEC/SONORA: Daniela Cabral, coordenadora de vigilância em saúde de Pindaré-Mirim (MA) 
 
”O abastecimento de água está irregular. Eles têm o costume de guardar em reservatório. Aí a gente orienta bastante que eles coloquem tampa, ter o maior cuidado para não deixar nenhuma ‘fendazinha’ que o mosquito possa estar entrando.”
 

LOC: Grajaú é um município que faz parte da microrregião de Pindaré-Mirim e enfrenta os mesmos problemas: abastecimento irregular e armazenamento incorreto de água. Em Grajaú, os bairros Expo Agra, Canoeiro e Frei Alberto Beretta são as localidades com maior infestação do mosquito. Neste ano, foram notificados na cidade quatro mil 290 casos suspeitos de Dengue e Zika. Saiba como prevenir essas doenças no site do Ministério da Saúde. Acesse: saude.gov.br/combateaedes

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.