PARÁ: Processo Judicial Eletrônico é implantado no Juizado Especial de Icoaraci

A 1ª Vara do Juizado Especial de Icoaraci é a primeira unidade judiciária do Pará a receber o Processo Judicial Eletrônico no Estado.

Salvar imagem

Tempo de áudio  - 2min8seg

REPÓRTER: A 1ª Vara do Juizado Especial de Icoaraci é a primeira unidade judiciária do Pará a receber o Processo Judicial Eletrônico no Estado. O secretário de informática do Tribunal de Justiça do Pará , Ednaldo Correa, destaca os benefícios do Processo Judicial Eletrônico.

SONORA:Secretário de informática do Tribunal de Justiça do Pará Ednaldo Correa.

 "O PJE ele vem com uma proposta de integração, vai facilitar e muito os fluxos de tramites processuais. Nós estamos tratando dos objetivos do milênio, a partir do momento que a gente passa a trabalhar mais e mais com processos eletrônicos, nós estamos eliminando a impressão em papel e o Processo Judicial Eletrônico vem a contribuir muito com isso".

REPÓRTER: As próximas unidades a receberem o PJE são as Varas dos Juizados Especiais da Fazenda Pública e do Trânsito e a Turma Recursal Permanente. A pessoa poderá estar em qualquer lugar do mundo e acessar seu processo para saber o andamento, basta ter acesso à internet. A desembargadora Luzia Nadja destaca como o PJE foi implementado pelo Poder Judiciário. 

SONORA: Presidente do Tribunal de Justiça do Pará, desembargadora Luzia Nadja Guimarães Nascimento.

"A Justiça estadual adotou medidas que venham a dar a segurança ao usuário dos nossos sistemas de que o PJE é uma realidade, mas uma realidade segura dos serviços do Judiciário. Então, diante disso, nos preocupamos com medidas como um local para que possamos garantir a segurança dessa informação, rede de energia elétrica, porque isto interfere no acesso à disponibilização da informação, nos preocupamos com o fluxo do processo".

REPÓRTER: Estiveram presentes na cerimônia o presidente da OAB-PA, Jarbas Vasconcelos; a desembargadora Maria do Céu Coutinho e o juiz auxiliar da Coordenadoria dos Juizados Especiais, Cristiano Arantes,  além de servidores do Judiciário. O Processo Judicial Eletrônico é uma recomendação do Conselho Nacional de Justiça e vai atingir todas as Comarcas do Pará até 2017.

Reportagem, Storni Jr. 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.