JUSTIÇA: Decisão inédita libera preso de regime fechado para cursar faculdade

 

 REPÓRTER: O Núcleo Regional Carajás, da Defensoria do Pará, conseguiu na justiça a liberação para que Wendel Costa Lima, de 31 anos, possa cursar Gestão Pública em uma universidade particular sediada em Marabá, no sudeste do Estado, enquanto cumpre 14 anos de prisão em regime fechado.

SalvarSalvar imagem

REPÓRTER: O Núcleo Regional Carajás, da Defensoria do Pará, conseguiu na justiça a liberação para que Wendel Costa Lima, de 31 anos, possa cursar Gestão Pública em uma universidade particular sediada em Marabá, no sudeste do Estado, enquanto cumpre 14 anos de prisão em regime fechado. A decisão foi inédita e garante que o preso frequente as aulas em transporte próprio e sem escolta policial. Para Wendel, a educação é um meio de ressocialização mais rápido e a nova etapa vai mostrar novas oportunidades. O defensor público e coordenador do núcleo da Defensoria no município, José Erickson, afirma que todo preso tem direito a educação e no caso de Wendel é uma grande vitória, porque mesmo dentro do ambiente carcerário ele não desistiu de ter o nível superior. O curso tem duração média de três anos e as aulas serão todas as quintas-feiras na unidade local da Universidade do Norte do Paraná, a Unopar. 
https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif
  
Com informações da Defensoria Pública do Pará, reportagem, Marcela Coelho  

Receba nossos conteúdos em primeira mão.