JUSTIÇA: Comissão de Direitos Humanos discute monitoramento de processos

REPÓRTER: A Comissão de Ações Judiciais de Direitos Humanos e Repercussão Social, presidida pela desembargadora Vânia Silveira, realizou uma reunião para discutir a operacionalização do monitoramento de processos. 

Salvar imagem

REPÓRTER: A Comissão de Ações Judiciais de Direitos Humanos e Repercussão Social, presidida pela desembargadora Vânia Silveira, realizou uma reunião para discutir a operacionalização do monitoramento de processos. As primeiras ações que serão monitoradas estão dentro do programa Justiça Plena e foram selecionadas pelo Conselho Nacional de Justiça, o CNJ. A comissão volta a se reunir, no próximo dia 26 de junho, com representantes da Ordem dos Advogados do Brasil - sessão Pará, Ministério Público e Defensoria Pública para juntar esforços no monitoramento e celeridade desses processos.  A comissão tem a responsabilidade de monitorar ações judiciais cíveis e criminais no que diz respeito aos direitos humanos e outros de interesse coletivo e que configurem grande repercussão social. 
 
Reportagem, Marcela Coelho

 

 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.