HUMAITÁ (AM): Município amazonense oferece primeira e segunda dose de vacina contra o HPV

O município amazonense de Humaitá está na segunda fase da vacinação contra o HPV, causador do câncer do colo do útero. Segundo dados do Ministério da Saúde, a procura pela vacina no município de Humaitá e Apuí está fraca.

Salvar imagem

REPÓRTER: O Instituto Nacional do Câncer estima que mais de mil e 800 casos de câncer do colo do útero podem surgir nos próximos anos só na região Norte do país. A doença, que pode ser prevenida apenas com uma vacina, terá 630 novos casos só no estado do Amazonas aponta o instituto. À quase 700 quilômetros da capital Manaus, o município amazonense de Humaitá está na segunda fase da vacinação contra o HPV, causador do câncer do colo do útero. Segundo dados do Ministério da Saúde, a procura pela vacina no município de Humaitá e Apuí está fraca. Humaitá registrou que apenas oito por cento do público alvo da campanha procurou a segunda dose, a meta estipulada pelo ministério é de 75 por cento. A coordenadora do Plano Nacional de Imunização do município, Lunalva Morais França afirmou que as enchentes que aconteceram de fevereiro e maio deste ano atrapalharam a primeira fase da campanha.
 
SONORA: Coordenadora do PNI, Lunalva Morais França
 
“Humaitá não conseguiu atingir a meta por causa das enchentes em que as escolas serviram de abrigo. A maioria do pessoal, das adolescentes na idade da vacina, elas não estavam estudando, ai ficava um pouco complicado, mas assim que retornou a gente fez campanha e a gente está conseguindo fazer a cobertura total.”  
 
REPÓRTER: Segundo Lunalva Morais, muitas adolescentes perderam a primeira dose e a Secretaria Municipal de Saúde está pronta para atender quem ainda não se vacinou e quem vai tomar o reforço.
 
SONORA: Coordenadora do PNI, Lunalva Morais França  
 
“Eu convido a população em geral, as meninas da faixa etária recomendada, a se encaminhar ao posto de saúde que vai ser feita a segunda dose e as que não tomaram nenhuma dose, a gente também tem.”
 
REPÓRTER: A Vacinação contra o HPV começou a segunda fase em setembro deste ano e está disponível para adolescentes de 11 a 13 anos de idade. A partir de 2015, o Ministério da Saúde vai mudar a estratégia e diminuir a faixa etária de cobertura, como explica o Secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa.
 
SONORA: Secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa
 
“A estratégia do Ministério da Saúde é implantar a vacinação contra o HPV para todas as meninas de nove a 15 anos, para atingir todo esse grupo nós implantamos em 2014 nas meninas de 11 a 13 anos, em 2015 vamos vacinar as meninas de nove à 11 e a partir de 2016 as meninas com nove anos. Meninas que ainda não tomaram a segunda dose podem fazê-la a qualquer momento, mas quanto mais rápido fizer a gente tem mais garantido que a proteção contra a vacina é completa.”  
 
REPÓRTER: A vacinação acontece normalmente nas escolas, onde é mais fácil atingir o público alvo da campanha. Para tomar a vacina nesta época de férias, as adolescentes devem procurar uma das oito unidades de saúde em Humaitá com o cartão de vacina. Quem mora na zona Rural Fluvial pode procurar a Unidade Básica de Saúde do Distrito de Auxiliadora. Para as adolescentes que moram em Apuí a vacina está disponível nas quatro unidades de saúde do município. Os postos de saúde funcionam de segunda a sexta-feira das sete da manha às 11 e de uma até às cinco da tarde. 

 

Reportagem, Henrique Carmo

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.