EXU (PE): Apenas 7% das meninas entre 11 e 13 anos tomaram vacina contra HPV, no município

Município está longe de bater meta durante a imunização contra HPV. Apenas 76 meninas entre 11 e 13 anos tomaram a vacina, que previne o câncer do colo do útero e está disponível no posto de saúde, da Rua Joquim Ulisses, no Centro, de Exu

Salvar imagem

 REPÓRTER: O município de Exu não alcançou até o momento a meta de vacinação contra o vírus, que causa o câncer do colo do útero, em meninas de 11 e 13 anos. Aqui em Exu, apenas 73 jovens foram imunizadas. O objetivo do ministério da Saúde é proteger, no mínimo, 75 por cento das adolescentes nessa faixa etária. O ministério da Saúde, garante a segurança da vacina e lembra que, a menina só está protegida depois da terceira dose da vacina. A coordenadora de Imunização, do estado de Pernambuco, Ana Karina Melo, lembra que, as dificuldades são por conta de notícias espalhadas aqui na cidade, de que a vacina prejudica a saúde das adolescentes. Ela cita o benefício da vacina para o futuro das meninas.
 
SONORA: Ana Karina. coordenadora
 
“A importância de se vacinar pelo câncer do colo do útero é que, é a terceira causa de óbitos por câncer no Brasil e, se eu tenho uma vacina que pode proteger e garantir, que daqui a 20, 30 anos, essa menina que vai se tornar uma mulher adulta, não venha adoecer por um câncer, que mais mata as mulheres e, eu tenho uma vacina, tenho a prevenção para evitar tudo isso. É muito importante que seja feito o quanto antes.”
 
REPÓRTER: A vacina contra o HPV é segura e não tem contraindicação. O ginecologista, Olímpio Ferreira de Almeida, do Instituto Nacional do Câncer, deixa um recado para as famílias de Exu. Ele reforça a importância de se tomar as três doses e detalha as possíveis reações que a vacina pode causar.
 
SONORA: Médico, Olímpio Ferreira de Almeida
 
“A vacina, ela não tem problema, não faz mal. Os efeitos que ela tem são mais de fundo emocional. Às vezes, tem pacientes que só o fato de aparecer sangue, ela desmaia. Esses efeitos, que saem às vezes na imprensa, que poderiam ser associados à vacina, não existem. A vacina não dá efeitos colaterais. O máximo que ela dá é dor local ou alguma vermelhidão local. E isso aí, todas as vacinas podem produzir esses efeitos.”
 
REPÓRTER: O objetivo do ministério da Saúde é proteger contra o vírus HPV toda geração de meninas brasileiras com idade entre nove a 13 anos. As doses estão sendo aplicadas no posto de saúde, da Rua Joaquim Ulisses, no Centro de Exu.
 
Reportagem, Rodrigo Santos

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.