CRIME: Justiça condena acusado de homicídio da ex-companheira

O Ministério Público do Estado, por meio de seu promotor de Justiça Franklin Lobato Prado, da Promotoria de Justiça de Violência Domestica e Familiar contra Mulher participou do julgamento que levou a condenação do réu João Miranda Nery. 

Salvar imagem

Tempo de áudio –
 
REPÓRTER: O Ministério Público do Estado, por meio de seu promotor de Justiça Franklin Lobato Prado, da Promotoria de Justiça de Violência Domestica e Familiar contra Mulher participou do julgamento que levou a condenação do réu João Miranda Nery, acusado do crime de homicídio qualificado, que ocasionou na morte de sua ex-companheira, crime ocorrido em abril de 2014. O réu João Miranda Nery foi condenado a 12 anos e 6 meses de reclusão. A sessão do Tribunal do Júri foi presidida pela juíza Ângela Alice Alves Tuma. Segundo o promotor Franklin Lobato Prado na semana em que se comemorou e debateu intensamente os 9 anos da vigência da Lei Maria da Penha, o Ministério Público do Estado do Pará participou de dois júris e de mais de 200 audiências realizadas em defesa da Mulher, com a efetiva participação da Promotoria de Justiça de Violência Doméstica e Familiar da Mulher e do Núcleo de Enfrentamento a Violência contra a Mulher coordenado pela promotora Lucinery Helena Ferreira Resende.
 

Com  informações do MPPA, reportagem, Storni Jr.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.