BREVES (PA): Apenas 21% das meninas entre 11 e 13 anos tomaram segunda dose da vacina contra HPV, no município

Meta do Ministério da Saúde é de imunizar 75% das meninas entre 11 e 13 anos, com segunda dose da vacina contra HPV, que está disponível no posto de saúde da Rua Rio Tajapuru, em Breves 

Salvar imagem

REPÓRTER: Meninas entre 11 e 13 anos, que moram em Breves, devem tomar a segunda dose da vacina contra o HPV. O município está com apenas 21 por cento da meta estabelecida pelo Ministério da Saúde, que é de 75 por cento. Dados do Instituto do Nacional do Câncer indicam que, em 2015, cerca de mil mulheres devem ser diagnosticadas com câncer no colo do útero, somente no estado do Pará. O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, explica a importância do tratamento para as adolescentes.
 
SONORA: Secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa
 
“Essa geração que está sendo vacinada contra o HPV, combinando a vacina contra o HPV com o exame papanicolau a partir dos 25 anos, pode ser a primeira geração livre de morte por câncer de colo do útero. Por isso as famílias não podem perder essa oportunidade, e não devem dar ouvidos a boatos de redes sociais a boatos que não tem nem comprovação no Brasil ou em qualquer lugar do mundo. Essa vacina é uma vacina cara antes de ser incorporada pelo SUS, hoje qualquer menina do nosso país pode estar protegida contra o câncer de colo do útero, por isso é importante que as meninas que tomaram a primeira dose, tomem a segunda, a proteção só está completa quando ela toma a segunda dose e cinco anos depois ela toma o reforço e as meninas de nove a 11 anos em 2015 começar a vacinar para que a gente tenha a mortalidade por câncer de colo do útero reduzida de forma drástica em nosso país.”
 
REPÓRTER: A vacina contra HPV tem eficácia comprovada para proteger mulheres que ainda não iniciaram a vida sexual e, por isso, é aplicada em meninas de 11 a 13 anos. Outra medida importante na prevenção contra o câncer do colo do útero é a realização do exame papanicolau, pelas mulheres em idade adulta. Pais e responsáveis devem levar as meninas ao posto de saúde Antônio Lemos na Rua Rio Tajapuru, em Breves. É importante levar o cartão de vacina.
 
Reportagem, Rodrigo Santos           

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.