Foto: Brasil Mineral
Foto: Brasil Mineral

Kinross: o sucesso da “mão inglesa” nas operações

A “mão inglesa” foi implantada em dezembro de 2019, com o objetivo principal de reduzir o risco de acidentes

Salvar imagem

A Kinross completou dois anos da implantação da “mão inglesa” em suas operações na mina, método quando a mineradora opera dentro da mina no sentido contrário, ou seja, pela mão esquerda do tráfego, assim como acontece na Inglaterra. 

A “mão inglesa” foi implantada em dezembro de 2019, com o objetivo principal de reduzir o risco de acidentes. Atualmente, ela é adotada por todos os veículos pesados que circulam na mina da Kinross. 

Desde a implantação do sistema, a Kinross verificou queda no número de incidentes dentro da mina e melhorias consideráveis na percepção de risco da equipe. 
Segundo Rodrigo Gomides, diretor de Operações e gerente-geral adjunto, a redução de risco de colisão entre as cabines dos caminhões pesados é o principal objetivo da Kinross ao adotar a “mão inglesa. Para isso, realizamos treinamento obrigatório com nossos operadores em simulador, além de realizar prática de campo com todos que têm autorização para dirigir na mina.”

O tráfego de mina conduzido pelo lado esquerdo da via (mão inglesa) é utilizado por muitas minas em diversos países. As principais justificativas são diminuir o risco de colisão dos caminhões, afastando as cabinas durante o cruzamento.

Para introduzir a “mão inglesa” nas operações da Kinross, depois do treinamento prático de operadores e condutores de veículos leves e pesados por 30 dias em simuladores, a mineradora realizou o treinamento dos operadores dentro do equipamento com o acompanhamento de psicóloga de trânsito.

Além de toda preparação, novas placas de sinalização foram instaladas na empresa - um mês antes da implantação e do início do tráfego em sentido contrário. "Para nós, as pessoas estão sempre em primeiro lugar e é por isso que buscamos incansavelmente soluções que promovam ainda mais segurança nas nossas operações", finaliza Gomides.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.