SUSTENTABILIDADE: Judiciário paraense realiza práticas ambientais

A Comissão Socioambiental do Judiciário se reuniu com ecogestores do Tribunal de Justiça do Pará com o objetivo de orientar sobre práticas sustentáveis que podem ser adotadas no local de trabalho. O projeto “Reciclar Direito” faz parte do programa Agenda Socioambiental. O intuito da ação é instalar políticas nas unidades, como a coleta de material reciclável, que ocorre toda quinta-feira, no edifício-sede do Judiciário. 

Salvar imagem

REPÓRTER: A Comissão Socioambiental do Judiciário se reuniu com ecogestores do Tribunal de Justiça do Pará com o objetivo de orientar sobre práticas sustentáveis que podem ser adotadas no local de trabalho. O projeto “Reciclar Direito” faz parte do programa Agenda Socioambiental. O intuito da ação é instalar políticas nas unidades, como a coleta de material reciclável, que ocorre toda quinta-feira, no edifício-sede do Judiciário. O material é doado para cooperativas de catadores. A integrante da Comissão Socioambiental, Ivangela Duarte, destaca outras medidas sustentáveis implementadas nas atividades.

 
SONORA: Integrante da Comissão Socioambiental, Ivangela Duarte.
 
“Através de uma política estrutura, com medidas claras, com soluções simples de servidores e de magistrados nós podemos instalar uma gestão mais sustentável ecologicamente, desligando as luzes que estão acesas desnecessariamente, desacionando também a questão de ar condicionados ou outros eletrodomésticos que estejam ligados sem a utilização, imprimindo os processos ou documentos em face dupla para que seja utilizada a frente e costas do papel”.
 
REPÓRTER: A Comissão Socioambiental do Judiciário se alinha a políticas nacionais sustentáveis. A reunião com os ecogestores ocorreu no prédio-sede do Tribunal de Justiça do Pará.
 
Reportagem, Thamyres Nicolau
 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.