MATO GROSSO DO SUL: Tocha Olímpica chega ao estado neste sábado (25)

Capital Campo Grande é a primeira a receber a chama 

Salvar imagem

REPÓRTER: A Tocha Olímpica chega ao Mato Grosso do Sul neste sábado (25). Campo Grande é a primeira cidade do estado a receber o maior símbolo dos Jogos Olímpicos. 
 
O revezamento começa a uma e quinze da tarde, na Base Aérea. Serão 40 quilômetros de trajeto, que termina no Parque das Nações Indígenas por volta das sete da noite. Ivanir Rosane, de 46 anos, é uma das 200 pessoas a participar desse momento histórico. Ela conta que praticamente nasceu jogando futebol e teve a prática esportiva como atividade constante em sua vida. A partir de uma certa idade, a personal trainer trocou a paixão pela bola pelas pistas de atletismo. Carregar a tocha é a realização de um sonho.
 
SONORA: Ivanira Rosane, personal trainer
“A escolha foi como uma dádiva, porque sempre foi um sonho fazer parte desse processo, dessa chama olímpica, do espírito olímpico que percorre todos os países. Então, eu fico muito feliz de ter sido escolhida para fazer parte desse evento como condutora”.
 
REPÓRTER: O ministro do Esporte, Leonardo Picciani, lembra que os espírito olímpico deve ser perseguido por todos, pois ele traduz a união entre os povos.
 
SONORA: Leonardo Picciani, ministro do Esporte
“O espírito olímpico e a chama olímpica têm contagiado o Brasil. Tem sido um sucesso onde a tocha passa. O espírito olímpico traz ideais da humanidade, ideais que todos devemos defender”.
 
REPÓRTER: Para impulsionar o esporte no Mato Grosso do Sul, o Ministério do Esporte investiu mais de 3 milhões e meio de reais na construção de um Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) em Corumbá, que já está em construção. Outros três milhões e meio foram destinados pelo ministério para a construção de uma pista de atletismo no Parque Ayrton Senna. As federações estaduais de Judô, Taekwondo, Tiro com Arco, Lutas Associada e Maratonas Aquáticos receberam recursos para a compra de equipamentos.
 
Além disso, 109 atletas sul-matogrossenses recebem o patrocínio do Bolsa Atleta, um investimento de quase dois milhões de reais por ano; outros sete atletas recebem o Bolsa Podio, um investimento anual de um milhão de reais.
 
Reportagem, Raphael Costa

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.