ESPORTE: CBF e comitê organizador da Copa do Mundo de 2014 vão ser investigados em CPI

O senador Romário fez o requerimento de abertura da CPI e reuniu 54 assinaturas na Mesa do Senado

 

Salvar imagem

REPÓRTER: O Senado Federal abriu CPI para investigar a  Confederação Brasileira de Futebol, a CBF, e o comitê organizador local da Copa do Mundo de 2014. A CPI foi criada oficialmente nesta sexta-feira. O requerimento da investigação foi protocolado pelo senador e ex-futebolista, Romário de Souza. O requerimento da CPI foi feito após investigações da Agência Federal de Investigação dos Estados Unidos, o FBI, que apontam corrupção por parte do ex-presidente da CBF José Maria Marin, que foi preso na suíça, juntamente com outros seis dirigentes da FIFA por corrupção envolvendo 150 milhões de dólares para comercialização de direitos de mídia e marketing em competições esportivas, dentre elas, a Copa América, a Libertadores e a Copa do Brasil. A investigação indica que as propinas pagas foram compartilhadas por outro ex-presidente da entidade, Ricardo Teixeira e também pelo atual presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, que já declarou, em coletiva, ser inocente. O pedido da CPI reuniu 54 assinaturas até a meia-noite da última quinta-feira. O senador Romário se diz esperançoso em poder condenar os suspeitos que participaram da corrupção na CBF.
 
SONORA: Romário, senador
 
“Acredito que, com essa possibilidade da abertura da CPI nesta casa, a gente pode fazer realmente um trabalho sério, um trabalho corajoso, um trabalho honesto e que o resultado seja um só. E que definitivamente o futebol brasileiro seja moralizado. Pra dizer na verdade dois resultados, que todos aqueles que praticaram crime nesses anos todos e se enriqueceram ilicitamente, todos aqueles paguem pelos seus crimes, principalmente sendo presos.”
 
REPÓRTER: Segundo a Secretaria-Geral da Mesa do Senado, o início dos trabalhos vai levar alguns dias. Os líderes partidários vão ter cinco dias para indicar os parlamentas que vão integrar o colegiado e somente depois disso vai ser marcada a reunião de instalação da comissão. Na reunião vão ser eleitos presidente, vice-presidente e relator da CPI. O senador Romário mostrou interesse em ser o relator da Comissão e que vai até o fim para ter um resultado positivo.
 
Reportagem, Sara Rodrigues

 

 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.