EDUCAÇÃO: Programa oferece 150 mil bolsas de estudo para estudantes de baixa renda

O Instituto Educar busca alunos que não estão inclusos no ensino superior

 

SalvarSalvar imagem

REPÓRTER: Estudantes que não têm condições financeiras e, que não estão ingressados no ensino superior podem se inscrever no programa Educa Mais Brasil realizado pelo Instituto Educar. Para o segundo semestre de 2015, o programa oferece 150 mil bolsas de estudos de até 70 por cento em instituições de ensino de todo o país. Para ingressar no Educa Mais Brasil, basta acessar o site e se inscrever no curso desejado apresentando a renda mensal familiar. Se o candidato inscrito tiver a solicitação de bolsa aceita, deve receber uma carta de aprovação, que precisa ser apresentada após ser classificado no vestibular da instituição para garantir a bolsa. A Diretora de Expansão e Relacionamento do Educar Mais Brasil, Andréia Torres, explica que o candidato que deseja concorrer a bolsa de estudos deve estar fora de qualquer instituição de ensino.
 
SONORA: Andréia Torres, diretora
 
“Ele tem que estar fora do ensino superior a pelo menos seis meses. Não pode estar matriculado, porque o programa é um programa de incluir, de inclusão educacional. Então, se a gente beneficia uma pessoa que já está estudando, então deixa de ser inclusão. Então, para gente incluir e oportunizar o acesso a educação, essa pessoa precisa estar fora.”
 
REPÓRTER: As vagas oferecidas para ingressar em graduação, pós-graduação, ensino básico, cursos técnicos presenciais, cursos livres e idiomas são oferecidas em todos os estados e no Distrito Federal. O programa está há 12 anos no mercado e já teve mais de 300 mil alunos beneficiados. Os estados onde o programa Educar Mais Brasil contempla mais vagas são Santa Catarina, com 20 mil bolsas, São Paulo com 25 mil, o Pará com 20 mil bolsas e Distrito Feral com 18 mil. Para mais informações, www.educamaisbrasil.com.br.

Reportagem, Sara Rodrigues

Receba nossos conteúdos em primeira mão.