CONCILIAÇÃO: Brasil já conta com 500 Centros de Solução de Conflitos

O Cejusc atua em prol da mediação e conciliação de conflitos, ajudando a resolver os mais diversos problemas.

SalvarSalvar imagem

 

REPÓRTER: De acordo com o sistema de atualização de Metas do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), existem atualmente no Brasil 500 Centros Judiciários de Solução de Conflito e Cidadania (Cejusc) em 24 Tribunais de Justiça Estadual. No  Pará, o Cejusc tem atuando de modo a receber qualquer cidadão que pode procurar o Cejusc e assim tentar resolver um conflito, como destaca a coordenadora geral do Nupemec do Tribunal de Justiça do Pará, desembargadora Dahil Paraense.
 
SONORA: Desembargadora Dahil Paraense.
 
"Qualquer cidadão que quiser antecipar o litígio que resolva mais rápido, ele vai, procura o advogado dele ou vai lá no Cejusc e a gente tenta a conciliação e a mediação, um acidente de carro, briga de vizinho, qualquer situação que seja passível de conciliação e que eles aceitem."
 
REPÓRTER: Pelo ato normativo do CNJ, as sessões de conciliação e mediação pré-processuais devem ser realizadas nos Cejuscs, podendo, excepcionalmente, serem realizadas nos próprios Juízos, Juizados ou Varas designadas. De acordo com a desembargadora Dahil Paraense, os Cejusc oferecem seus serviços de modo totalmente gratuito, além der ser um serviço célere.
 
SONORA: Desembargadora Dahil Paraense.
 
"É um serviço célere, democrático e totalmente grátis. Qualquer pessoa, qualquer cidadão com qualquer pendência pode procurar o Cejusc durante todo o ano".
 
REPÓRTER: O Cejusc atua em prol da mediação e conciliação de conflitos, ajudando a resolver os mais diversos problemas de forma mais rápida e ao mesmo tempo desafogar o judiciário. A implantação do Cejusc atende a Resolução 125 do Conselho Nacional de Justiça que visa dar solução para os conflitos por meio da conciliação.
 
Reportagem, Storni Jr.

Receba nossos conteúdos em primeira mão.