BOLETIM OLÍMPICO: Brasil conquista ouro e bronze nas águas; confira agenda desta sexta (19)

Brasil conquistou ouro na vela e bronze na canoagem

Salvar imagem

REPÓRTER: Das águas do Rio de Janeiro, duas medalhas para o Brasil nesta quinta-feira (18). A primeira, de um atleta que já tinha conquistado outra medalha nesta edição. Isaquias Queiroz, atleta baiano da canoagem, largou mal, mas se recuperou no curto trajeto da prova, de 200 metros, e conseguiu chegar em terceiro em uma prova emocionante da modalidade C1. O resultado do pódio, para se ter uma ideia, só foi confirmado com a divulgação oficial da organização da prova.  
No meio da tarde, a tradição dourada do Brasil na vela se concretizou. Kahena Kunze e Martine Grael venceram a chamada “medal race”, corrida da medalha, na categoria 49er FX. A dupla brasileira largou bem, na terceira posição, mas logo assumiram a ponta da disputa e conquistaram o lugar mais alto do pódio. Martine tem um sobrenome de peso na vela. O pai, Torben Grael, conquistou cinco medalhas olímpicas, duas dela de ouro. Ele comentou sobre o sentimento de assistir uma disputa da filha na competição.
SONORA: Torben Grael, velejador
“De fora você se emociona muito mais,você não está entretido na competição. Realmente, a emoção aflora muito mais. E você não tem controle, não pode fazer nada, só pode torcer. Então é diferente”
 REPÓRTER:  No atletismo, a equipe masculina do revezamento quatro por cem terminou a classificatória em oitavo lugar e passou de fase. A equipe feminina não teve a mesma sorte. Em uma confusão com as norte-americanas, as brasileiras acabaram atrapalhando as oponentes e foram desclassificadas.
Pelo decatlo, Luiz Alberto de Araújo terminou o dia na sétima posição. Faltam apenas duas provas para o fim das disputas da modalidade.
Julia Dos Santos, atleta do taekwondo, foi eliminada pela finlandesa Suvi Mikkonen na categoria até 57 quilos.
As meninas da Luta Olímpica também não foram bem nesta quinta. Lais Oliveira foi derrotada pela atleta turca Hafize Sahin, na categoria 63 quilos.Na categoria de 75 quilos, Aline Ferreira avançou até as quartas de final, mas foi derrotada pela russa Ekaterina Bukina.
No golfe, Victoria Lovelady terminou o segundo dia de competições em quinquagésima terceira. Miriam Nagl, outra representante do Brasil na competição, acabou o dia em quinquagésima sétima.
Na etapa da esgrima do pentatlo moderno, a brasileira Yane Marques venceu 16 disputas e perdeu 19. Yane terminou o dia na vigésima primeira posição. O brasileiro Felipe Nascimento perdeu 26 e ganhou apenas nove combates, terminando no penúltimo lugar.
A equipe feminina de nado sincronizado terminou a rotina técnica em sexto lugar de oito equipes. Hoje foi o primeiro dia de provas da modalidade.
No pólo aquático, a seleção Brasileira foi derrotada pela Hungria por 13 a 4 e agora disputa a sétima posição na competição.
Renato Rezende, atleta do ciclismo BMX se envolveu em um acidente durante a prova de quartas de final da competição e está fora das semifinais da modalidade.
 
 
Nesta sexta feira (19), a marcha atlética de 50 quilêmetros terá três brasileiros disputando pelo pódio, são eles, Caio Bonfim, Mário José Junior e Jonathan Riekmann. As mulheres também competem na marcha atlética. Cisiane Lopes e Erica de Sena disputam o pódio da modalidade às duas e meia da tarde.
Às nove e vinte um , Isaquias Queiroz pode chegar à terceira medalha olímpica. Desta vez, na canoa dupla C2 mil metros com o parceiro Erlon Silva.
Nos saltos individuais mistos do hipismo, Eduardo Menezes, Pedro Veniss e Álvaro Doda de Miranda vão representar o Brasil na final da modalidade.
Meio dia e vinte, Yane Marques disputa a etapa de natação do pentatlo moderno e às três e meia o hipismo da modalidade.
O futebol feminino do Brasil disputa o bronze à uma da tarde contra a seleção do Canadá.
Às dez e quinze da noite, a seleção brasileira de vôlei masculino joga a semifinal da competição contra a Rússia.
Os Estados Unidos lideram o quadro de medalhas com 33 de ouro, 33 de prata e 31 de bronze. Em segundo, a Grã-Bretanha tem 21medalhas de ouro, 21 de prata e 13 de bronze. A China vem em terceiro com 20 de ouro, 16de prata e 22 de bronze. O Brasil está em décimo quinto com quatro de ouro, cinco de prata e cinco de bronze.

 

Reportagem, Raphael Costa

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.